Slider

Três corretores de imóveis foram designados para avaliar custo de locação do Hospital São José – Alcir Zago/Candeia

Alcir Zago

No início deste ano o prefeito Francisco Leoni Neto (PSDB) disse em entrevista ao Candeia que havia determinado a elaboração de projeto para ocupação do andar térreo do Hospital São José, conhecido como Elefante Verde.
O próximo passo do governo foi designar três corretores de imóveis para realizarem avaliação para locação do imóvel, situado na Rua Campos Salles. A área é superior a 4.000 m².
É com base nesse levantamento que o governo terá um parâmetro do valor a ser pago de aluguel à Santa Casa de Bariri, proprietária do prédio.
Além da locação, o Executivo terá de se ater às obras necessárias para o uso do imóvel, que nunca foi utilizado.
O intuito do governo é reformar o andar térreo até o fim do ano para que receba a Diretoria Municipal de Saúde e a Central de Ambulâncias.
Segundo o prefeito, a mudança permitiria um ganho logístico para diversos procedimentos na área da Saúde devido à proximidade entre o hospital, o pronto-socorro e os setores municipais.
No fim de 2019 a prefeitura publicou decreto para declarar de utilidade pública o prédio que abrigaria o Hospital São José.
Na ocasião, Neto Leoni ressaltou que como já havia sido tomada a mesma providência para o imóvel da Santa Casa, em conformidade com os diretores da entidade, foi publicado o decreto referente ao Hospital São José para salvaguarda do local.
O objetivo é impedir possível leilão do complexo para quitação de dívidas contraídas pela Santa Casa e antigas filiais administradas pela Organização Social (OS) Vitale Saúde.