Slider

Além de retomar o atendimento clínico como gastro, Amaral planeja reiniciar as cirurgias eletivas na Santa Casa.

O gastrocirurgião, Luiz Carlos Ferraz do Amaral, 58 anos, anunciou essa semana retorno à rede básica de saúde em Bariri, após afastamento não remunerado de um ano.
A informação foi dada através das redes sociais, ao lado do prefeito Francisco Leoni Neto (PSDB). O novo local de atendimento do médico será no Centro de Diagnose Dr. José Dorly Borges.
Em entrevista ao Candeia, Amaral relata que há 30 anos integra a rede municipal, desde que iniciou atendimento profissional em Bariri. Diz que ficou um ano afastado uma por opção profissional. Se dedicou a outras propostas e experiências de trabalho.
Ele afirma que o retorno tem dois objetivos. Primeiro, permite que se dedique como gastroenterologista em tempo integral em Bariri. E segundo, concretize o plano de retomar as cirurgias eletivas na Santa Casa de Bariri, que foram suspensas após perda da Certidão Negativa de Débitos (CND).
Afirma que por ocasião da intervenção administrativa da prefeitura na Santa Casa, a gestão municipal manifestou o projeto de retomar as operações eletivas no hospital. Luiz do Amaral afirma que chegou a realizar até oito cirurgias semanais no local.
Em 2018, houve a tentativa da retomada. A prefeitura chegou a abrir licitação para registro de preços a fim de realizar cirurgias eletivas para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), para algumas especialidades.
A restrição de áreas foi criticada na época. Então, segundo o médico, a prefeitura achou por bem em 2019 preparar licitação mais ampla, com praticamente todas as especialidades, que deve ocorrer ainda no mês de janeiro.
Amaral diz que vai concorrer na área geral que envolve vesícula, hérnia, hemorroidas, cistos e outras.
Em relação ao atendimento clínico, o retorno começa com um contratempo. Sábado, dia 4, ele sofreu acidente doméstico (caiu da escada trocando uma lâmpada) e fraturou o quinto dedo da mão, bem próximo às articulações.
Na quinta-feira, 9, foi submetido à cirurgia ortopédica em Jaú para reparação e reestabelecimento dos movimentos, tendo em vista as atividades de cirurgião. Então, por mais 30 dias, vai permanecer afastado, agora por indicação médica.