Slider

Reunião no Palácio dos Bandeirantes em que foi anunciado o aumento de leitos para a região – Governo do Estado de São Paulo

O governo estadual vai liberar 247 novos leitos para o tratamento de pacientes de Covid-19 para a região de Bauru. Com investimento na ordem de R$ 21,3 milhões, a estrutura vai abarcar leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e de enfermaria, para o atendimento à população de 68 municípios.

O anúncio foi feito na tarde de 4ª feira (3) em reunião realizada no Palácio dos Bandeirantes, na capital, entre o vice-governador Rodrigo Garcia, o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, e deputados e prefeitos da região. A previsão é que o primeiro leito esteja disponível para uso no dia 15 de fevereiro.

Dos 247 leitos que a região de Bauru vai receber do Governo do Estado, 148 são de UTI (para ventilação pulmonar), sendo 112 novos e outros 36 que deveriam ser de responsabilidade do Ministério da Saúde, mas que serão, agora, mantidos pela esfera estadual. O investimento também contempla 99 leitos de enfermaria para o tratamento de pacientes de coronavírus.

Os novos leitos serão instalados em hospitais estaduais e filantrópicos da região, segundo adiantou o secretário de Desenvolvimento Regional. Ao longo da pandemia de Covid-19, que no próximo mês completa um ano no Brasil, é Vinholi quem tem mantido constante diálogo com prefeitos e demais gestores dos 645 municípios do Estado na busca de soluções que visam arrefecer a pandemia e não deixar que falte atendimento médico-hospitalar para os infectados pelo vírus.

 

Plano SP

 

O secretário de Estado também lembrou durante a reunião que o fato de a região de Bauru ganhar mais leitos do Estado não significa, neste momento, que as cidades estão liberadas do Plano SP. Vinholi reiterou, inclusive, que o número de casos, de internações e de mortes por coronavírus naquela área aumentou substancialmente nas últimas três semanas:

“Serão investidos R$ 21,3 milhões na região de Bauru para a manutenção da Saúde nesta segunda onda da pandemia. Os leitos serão distribuídos entre os municípios da região, o que vai gerar maior segurança hospitalar para os cidadãos em acolhimento médico. Assim, estabelecemos, ao mesmo tempo, uma esperança para que a região tenha em breve menores restrições quanto ao Plano SP”, considerou.

Participaram da reunião na sede do Governo do Estado o vice-prefeito de Bariri, Luis Fernando Foloni (Cidadania), os prefeitos de Jaú, Ivan Cassaro, de Laranjal Paulista, Alcides de Moura Campos Júnior, de Lençóis Paulista, Anderson Prado de Lima, de Lins, João Luís Lopes Pandolfi, de Pederneiras, Ivana Camarinha, de Promissão, Artur Franco, de Avaí, Hellen Coelho, e de Conchas, Julio Tomazela Neto.

Também estavam presentes o deputado federal Rodrigo Agostinho, os deputados estaduais Ricardo Madalena e Fernando Cury, o superintendente do Hospital Amaral Carvalho (HAC), Antonio Navarro, o secretário-executivo da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional, Rubens Cury, e o coordenador de Saúde da Secretaria de Saúde do Governo do Estado de São Paulo, Osmar Mikio.

 

Ausente

 

A prefeita de Bauru, Suéllen Rosim, não foi convidada para a reunião em São Paulo. Em sua página no Facebook ele postou a seguinte mensagem:

“Recebi a informação de que em reunião com prefeitos da Região, a qual eu não fui convidada, o Governo Estadual vai aumentar 112 leitos de UTI para a região de Bauru. Agora, é fiscalizar o andamento da implantação das vagas para que saia realmente do papel. O próximo passo é abrir em definitivo o Hospital das Clínicas”, escreveu a prefeita.