Slider

Governador de São Paulo, João Doria, em coletiva da imprensa sobre o coronavírus nesta segunda-feira (6) — Foto: Reprodução/Governo de São Paulo

O governador João Doria (PSDB) disse nesta segunda-feira, 6, que as pessoas que desrespeitarem a quarentena e fizerem aglomerações nas ruas do estado serão advertidas e orientadas, mas que se insistirem poderão ser presas pela Polícia Militar.

De acordo com o governador, a Polícia Militar de São Paulo está autorizada a agir para evitar aglomerações nas ruas, primeiro com advertência e orientação, e depois com medidas coercitivas com penas previstas em lei, inclusive prisão.

A declaração foi dada na tarde desta segunda-feira, 6, durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes. Doria estendeu a quarentena em todo o estado até o dia 22 de abril.

Fonte: G1