posto-santa-lucia-novo-2017
pró_sp3-01

Auxiliar de enfermagem da Santa Casa de Bariri fez parte do seleto grupo de homenageados em nome da categoria em todo o Estado (Foto Arquivo)

Em mais uma sessão solene pelo Dia Estadual do Trabalhador da Saúde, o auxiliar de enfermagem Claudio Breda Júnior foi um dos 13 profissionais da categoria em todo o Estado a receber a homenagem.
Ele trabalha na Santa Casa de Bariri e representou o Sindicato dos Trabalhadores da Saúde de Jaú e Região na solenidade realizada na sexta-feira, dia 13 de maio, na Assembléia Legislativa (Alesp).
As homenagens foram de profissionais indicados pelos sindicatos filiados à Federação Paulista da Saúde, que representa cerca de 800 mil trabalhadores do Estado. Breda tem 44 anos de trabalho na Santa Casa de Bariri, na primeira vez que a cidade teve um representante no evento.
Trabalhadores lotaram a galeria da ALESP mais uma vez – desde 2004 lei estabelece o 12 de maio como dia estadual da categoria. Todo ano tem sessão solene para lembrar os profissionais da saúde, que foram muito aplaudidos por estarem na linha de frente no combate à pandemia da covid – financeiramente, no entanto, estão longe de serem reconhecidos pelos hospitais e gestores da saúde.

Projeto

Édison Laércio de Oliveira, presidente da Federação Paulista da Saúde, lembrou o quanto os profissionais da saúde necessitam da atenção do poder público. “A enfermagem brasileira ganhou, mas ainda não levou”, frisou ele, destacando a aprovação do Projeto de Lei 2.564 que estabelece os pisos salariais para enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, além de parteiras.
“Ainda é preciso indicar as fontes de custeio e esse é um assunto que não pode ser esquecido. Esses profissionais que foram a linha de frente na pandemia pela Covid-19 merecem essa atenção e respeito do Congresso brasileiro que deve fazer a sua parte.”

Honra

Claudio Breda Jr. considerou uma honra ter sido lembrado nesta homenagem. Ele viajou para São Paulo na companhia da esposa, Maisa, da presidente do Sindicato da Saúde, Edna Alves, dos diretores Eric, Ivanilde e Ana Maria, além da equipe de trabalho a entidade sindical. Mais do que uma homenagem pessoal, ele considera um troféu coletivo para os colegas da profissão.
“O Sindicato da Saúde, para mim, sempre foi bom. Tanto a presidente como toda a equipe. Foi uma honra. Com a graça de todo o pessoal do Sindicato estive em São Paulo recebendo essa homenagem. É uma luta de 44 anos e eu não esperava acontecer isso na minha vida. Esse troféu é um prêmio valioso”, comentou, garantindo que o momento será lembrado por toda sua vida.
Breda diz que após a homenagem a vida volta à rotina, com ele atuando em prol da saúde do cidadão que busca o atendimento da Santa Casa de Bariri. Vamos lutar cada vez mais para fazer o melhor para o cidadão. Queremos uma saúde cada vez melhor.”
O objetivo dele é continuar na ativa e, quem sabe, completar 50 anos de trabalho no hospital onde começou a trabalhar ainda na adolescência”. Breda tem 59 anos de idade.