Slider

Jardim e Horta 1
No mês de agosto, alunos das primeiras fases da Emei 5 Prof.ª Djanira Monteiro Moço, iniciaram projeto de jardim e horta suspensos inspirados após ouvirem história baseada no livro “Jardim Curioso”, de Peter Brown.

Jardim e Horta 2
Eles estão sendo orientados pela professora Adriana de Sousa, que propôs utilizassem materiais recicláveis para o plantio das sementes. A fase inicial do projeto conta com a colaboração da Christiane Chaim, profissional da área de paisagismo e jardinagens. (Fotos: Divulgação. Fonte: Assessoria de Comunicação e Imprensa – Prefeitura Municipal de Bariri)

Desrespeito 1 
Servidor do Saemba enviou ao Candeia foto que denuncia flagrante caso de desrespeito e incivilidade. Um veículo, de propriedade de um outro servidor, permanece estacionado em vaga preferencial, para pessoas portadoras de deficiência, em frente ao prédio da autarquia.

Desrespeito 2
Segundo o servidor denunciante, o motorista possui a autorização para estacionar na vaga, porém o carro fica parado no local diariamente, das 7h30 às 17h, ignorando o caráter rotativo do local. Sem contar o desrespeito com o direito de outro usuário. O fato ocorre todos os dias há cerca de um ano, o servidor já foi alertado, mas mantém a prática. .

Folclore na Escola Ângela 1 
Em 22 de agosto, Dia do Folclore, a EM Profª. Angela Maria Prearo Fortunato promoveu exposição sobre as lendas mais conhecidas. Orientados pela professora Luzia Natalina Pedroso Montes, os alunos aprenderam sobre as histórias do Boto Cor de Rosa, Saci Pererê, Bumba meu Boi, Cuca e Mula sem cabeça.

Folclore na Escola Ângela 2
Nas aulas de Arte foram desenvolvidas atividades de pintura, música, dança e artesanato, com a finalidade de resgatar a história e tradição folclórica brasileira, como jogos, lendas, crendices, entre outros. (Fotos: Divulgação Fonte: Assessoria de Comunicação e Imprensa – Prefeitura de Bariri)

Folclore na Emei 5 
Também no dia 22 de agosto, a Emei 5 Prof.ª Djanira Monteiro Moço realizou exposição de arte folclórica com trabalhos realizados pelos alunos, em comemoração ao Dia do Folclore. O objetivo foi destacar as obra produzidas pelos alunos da escola para a data comemorativa.

Folclore na Emei 5 – 2
Segundo a equipe gestora da escola, o tema folclore é trabalhado o ano todo, pois o conceito é muito mais dinâmico, envolvendo vertentes da cultural popular como música, dança, relatos orais entre outros. (Fotos: Divulgação. Fonte: Assessoria de Comunicação e Imprensa – Prefeitura de Bariri)

Contação de Causos 1 
Alunos da EM Profª. Julieta Rago Foloni participaram de oficina de Contação de Causos pertencente ao projeto “Relíquias em Pano”, do edital “Bariri: a criativa do Vale do Tietê”, do Proac, no Centro Educacional, Cultural e de Exposições Mario Fava.

Contação de Causos 2
Segundo a equipe gestora da escola, os alunos se aventuraram pela história do município de Bariri através de fatos e curiosidades dramatizados por uma personagem indígena. (Fotos: Divulgação Fonte: Assessoria de Comunicação e Imprensa – Prefeitura Municipal de Bariri)

Condenação 1
A Justiça de Bariri julgou procedente ação cível por supostos atos de improbidade administrativa. O processo é de iniciativa da Procuradoria Jurídica da prefeitura de Bariri e diz respeito a ex-prefeito, ex-diretora de Educação e empresa que firmou contrato com o poder público. O processo está em segredo de Justiça.

Condenação 2
Os dois primeiros foram condenados em ter os direitos políticos suspensos por oito anos, pagar multa civil no valor de R$ 983 mil (duas vezes o valor do dano) e não poder contratar com o poder público. Já em relação aos três requeridos, a Justiça os condenou à reparação integral do dano, equivalente a R$ 491,5 mil.

Condenação 3
Diante da verossimilhança das alegações, prova inequívoca e perigo de dano irreparável, o Judiciário determinou a indisponibilidade de bens dos três requeridos. Um dos motivos é que haja eventual dissipação e ocultação de patrimônio. Ainda cabe recurso da decisão.

Segunda vez
A prefeitura de Bariri publicou pela segunda vez edital de licitação para interessados em realizar cirurgias eletivas na cidade. Nas duas vezes não apareceram licitantes. Eram contemplados 240 procedimentos cirúrgicos, sendo 80 para colecistectomia sem EVB (remoção da vesícula biliar), 80 para herniorrafia unilateral (cirurgia de hérnia) e 80 para hemorroidectomia (remoção da hemorróida).

Boa hora
A organização do Bike Fest Bariri 2019 informa que doou R$ 3,7 mil a cada entidade que participou do evento no dia 25 de agosto: Creche Madre Leônia; LAV (antiga Casa Abrigo); e Focinho Carente. Esse montante não engloba o lucro com a venda de comes e bebes no Bike Fest.

Averiguando
A Comissão de Sindicância de Natureza Investigativa ainda não concluiu os trabalhos para apurar problemas envolvendo a direção e funcionários da Creche Escola Leonor Mauad Carreira. Assim que terminarem as oitivas e for finalizado o processo, o prefeito Neto Leoni decidirá as medidas que serão tomadas.

Resíduos da saúde
A empresa Cheiro Verde Comércio de Material Reciclável Ambiental foi a vencedora de licitação para serviços de coleta, transporte, tratamento e disposição final de todos os resíduos do Serviço de Saúde produzido em Bariri. A empresa venceu o pregão presencial com valor de R$ 108 mil.

Não à feirinha
Durante a Palavra Livre, na última sessão de Câmara, o vereador Leandro Gonzalez saiu em defesa dos comerciantes locais, que se mobilizaram contra a vinda da “feirinha da madrugada”. Segundo ele, os lojistas sofrem com “concorrência desleal” dos ambulantes. Incitou o prefeito Neto Leoni a negar alvará de funcionamento da feira, alegando “interesse público”.

Já dei
Na terça-feira pela manhã, Neto Leoni recebeu o grupo de comerciantes no gabinete e comunicou que já havia autorizado o alvará de funcionamento da feira itinerante, seguindo recomendação do setor de Fiscalização da prefeitura. Durante o encontro, os comerciantes contaram com o apoio da Associação Comercial e Industrial de Bariri (Acib), que representa a classe.

Justiça Barra
A feirinha, no entanto, funcionou somente um dia. Atendendo pedido do Ministério Público (MP), na quinta-feira à noite, a Justiça de Bariri barrou a Feira de Roupas e Acessórios, constatando que havia falta de segurança válida no local. O evento somente seria liberado após regulamentação do auto de vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB).

“Bandido” 1
O vereador Vaguinho Ferreira “rasgou o verbo” na última sessão de Câmara, durante a Palavra Livre. Rebateu o ex-prefeito Dito Mazotti que, segundo ele, em entrevista ao Sistema Belluzzo, Mazotti classificou a atual Câmara de “a pior da história de Bariri”.

Bandido 2
Também citou nominalmente um dos assessores do prefeito, Marcinho Delfino, que segundo ele, através das redes sociais teria lhe chamado de bandido e a outro vereador, Armando Perazzelli, de vagabundo.

Bandido 3
Vaguinho afirmou que prefere integrar a “a pior Câmara da história de Bariri” do que ser condenado pela Justiça em ações civil e criminal, por suposto desvio de medicamentos da rede básica de saúde”, fazendo alusão à condenação de Dito Mazotti.

Bandido 4
Para Delfino, fez desafio para que ele vá à Justiça e denuncie qual o crime que cometeu para ser chamado de bandido. “De bandido e vagabundo o Marcinho entende, uma vez que integra grupo político em cuja gestão ocorreu o maior escândalo e roubo de medicamentos de Bariri”, acusou.

Meia hora de atraso 1
Outro alvo da ‘língua afiada’ do vereador Vaguinho foi o prefeito Neto Leoni. Ironicamente afirmou que na inauguração do portal de entrada da cidade, marcada para às 17h do sábado (31), o chefe do Executivo havia confirmado a sua fama de “impontual” ao chegar com meia hora de atraso à solenidade.

Meia hora de atraso 2
Ressaltou que a personalidade mais importante do ato, o empresário Aziz Chidid Neto, idealizador e patrocinador do portal, chegou quinze minutos antes do horário marcado para a solenidade. “E a estrela, o bonitinho, o super homem atrasou meia hora e deixou todo mundo esperando”, criticou.

Ops! 1
Na mesma sessão, Leandro Gonzalez protagonizou momento inusitado. Feroz crítico da atual administração municipal, ele lutou contra a provação de moção de aplauso ao prefeito Neto Leoni, aprovada pelo Legislativo.

Ops! 2
Em dado momento, no entanto, ao tentar subscrever moção de aplauso à aluna Camila Folieni, filha de Evandro Folieni, errou o documento e subscreveu justamente a moção que tanto combateu. O “fora” não passou despercebido.

Ato cívico da Independência
Hoje, Sete de Setembro, às 9h, em frente ao Paço Municipal 16 de Junho, ocorre ato cívico em comemoração ao Dia da Independência. Participam alunos das escolas Rosa Benatti, Julieta Rago Foloni, Angela Maria Prearo Fortunato, Euclydes Moreira da Silva, Modesto Masson, Eurico Acçolini, Joseane Bianco e do Corpo Coreográfico da Banda Municipal.

Crédito adicional 1
A Câmara de Vereadores aprovou projeto de lei do prefeito Neto Leoni (PSDB) que destina R$ 26.400,00 para demandas da Diretoria de Ação Social. Os recursos advêm do governo federal e devem ser aplicados no serviço de proteção social a adolescentes que cumprem medida socioeducativa de liberdade assistida, prestando serviços à comumidade.

Crédito Adicional 2
Esse é foi o 23º pedido de crédito adicional esse ano solicitado pela atual gestão municipal. Ele elevou para R$ 1.869.585,22 o valor dos remanejamentos orçamentários realizados em 2019. A quantia ainda está distante do teto previsto pela Lei Orçamentária Anual (LOA), que é R$ 15,1 milhões (15% dos recursos anuais)