Slider

Os hospitais estão pedindo doações de sangue para as vítimas – Divulgação

Subiu para 41 o número de mortes causadas pela colisão entre um ônibus e um caminhão, por volta das 7h desta quarta-feira (25), na altura do Km 171, na Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho, entre Taguaí e Taquarituba, na região de Avaré (120 quilômetros de Bauru). Segundo a Polícia Militar, as vítimas foram encaminhadas para hospitais de Taquarituba, Taguaí e Fartura.

Os ocupantes do ônibus, que colidiu com um caminhão que trafegava em sentido oposto, eram funcionários de uma empresa têxtil da cidade de Taguaí. De acordo com a polícia, a informação preliminar indica que o ônibus transportava cerca de 53 passageiros, todos funcionários de uma indústria têxtil instalada na região. Com a batida, os veículos ficaram destruídos.

Carros do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar Rodoviária de Piraju foram encaminhados ao local do acidente. A polícia trabalha no momento na identificação de todas as vítimas – que não tiveram os nomes revelados.

O estado de saúde dos sobreviventes também não foi divulgado. Os feridos foram encaminhados pelas equipes de resgate para hospitais em Taquarituba, Taguaí e Fartura.

“É uma ocorrência muito grave na região de Taguaí. O ônibus colidiu com um caminhão. Não temos dados precisos porque é um local de difícil acesso”, afirmou Alexandre Guedes, porta-voz da Polícia Militar. Guedes afirmou ainda que é muito cedo para se determinar as causas do acidente. “Nosso trabalho, agora, é prestar socorro. Estamos focados em resgatar pessoas”.

FORÇA-TAREFA

O governo de São Paulo montou uma força-tarefa para identificar e liberar os corpos das vítimas da tragédia. Os institutos médicos-legais (IMLs) das cidades de Avaré, Botucatu e Itapetininga, foram acionados para atender mais rapidamente ao número de mortos no acidente.

De acordo com as informações do governo estadual, tanto a Polícia Militar quanto a Civil trabalham no atendimento das vítimas, com auxílio do helicóptero Águia, da Base de Campinas, e a perícia no local.

Os hospitais estão pedindo doações de sangue para as vítimas. Para doar é preciso entrar em contato com o Hemocentro de Botucatu pelos números (14) 3811-6041 (ramal 240) ou pelo WhatsApp (14) 99624-7055 e (14) 99631-5650.

Fonte: JCNET