Slider

Em coletiva nesta segunda-feira (30), governo estadual coloca estado todo nessa fase – Divulgação

 

Como todo o estado de São Paulo na fase amarela, conforme anunciado pelo governador João Doria, no início da tarde desta segunda-feira (30), em coletiva realizada no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, a situação da região de Bauru segue inalterada, como acontece desde o início de agosto.

Como em meados deste mês, Bauru e região contavam com a terceira menor taxa de transmissão do Estado, havia expectativa de que evoluíssem para a fase verde em 16 de novembro, quando a reclassificação foi adiada sob a justificativa de que a extração diária dos dados da Covid-19 enfrentava problemas há dias nos sistemas oficiais do Ministério da Saúde.

No entanto, com o passar dos dias, o governo do Estado decidiu mantê-las no amarelo e regredir de fase outras regiões, como é o caso de São Paulo e Litoral, que estavam na fase verde. A decisão foi tomada porque o Estado identificou aumento de infecções pelo novo coronavírus, que provocou alta de ocupações de leito hospitalares, inclusive nas unidades de terapia intensiva (UTI).

Até a semana passada, Bauru seguia com média estável de novos casos diários e em patamar significativamente inferior ao registrado no pico da pandemia. Da mesma forma, a taxa de ocupação de leitos de UTI do Hospital Estadual, referência para atendimento de pacientes infectados pelo novo coronavírus na região, permanece sem qualquer brusca oscilação.

O governador destacou ainda que a regressão não significa o fechamento de estabelecimentos e que a permissão para a manutenção das aulas segue. Porém, os critérios de restrição mudam e tornam-se mais rigorosos.

 

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru