Composição 1_1
Composição 1_1

Prefeito Di Picapau: “estamos focando a maior parte dos recursos em áreas como a saúde, educação e a zeladoria” (Divulgação)

O projeto de lei que estima a receita e fixa a despesa para o ano de 2024 foi aprovado pela Câmara Municipal, em segunda votação, na sessão ordinária realizada na segunda-feira (4). Boraceia estima receita de R$ 38,4 milhões para o próximo ano.
Desse montante, R$ 9,74 milhões estão estimados para serem aplicados na educação. A saúde receberá o maior investimento, pouco mais de R$ 12 milhões. Já o Legislativo ficará com R$ 900 mil. Na Câmara o projeto foi aprova por unanimidade pelos vereadores.
“Administramos com o olhar atento a todas as demandas da comunidade. Ouvimos a população e viabilizamos previsão orçamentária para o desenvolvimento de políticas publicadas direcionadas para a saúde, educação, infraestrutura entre outros setores essenciais para continuarmos no caminho do desenvolvimento”, detalha a prefeito de Boraceia, Valdir de Souza Melo, Di Picapau. Ela frisa que: “uma gestão de excelência significa, acima de tudo, cuidar das pessoas”.
O orçamento ainda reserva investimentos para Administração Municipal, Segurança Pública, Assistência Social, Cultura, Urbanismo, Habitação, Gestão Ambiental, Agricultura, Energia, Transporte, Desporto e Lazer, Encargos Especiais e Reserva de Contingência.
“Levamos para a câmara um orçamento realista que prioriza o bom atendimento ao cidadão. Estamos focando a maior parte dos recursos em áreas como a saúde, educação e a zeladoria, áreas importantes para melhorar a vida da cidade e das pessoas”, finaliza o prefeito.