Slider

Trabalho demorou sete meses para ficar pronto; morador de Jaú (SP) visitou a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Patrocínio diversas vezes e fez fotografias.

Morador de Jaú fez uma réplica da Igreja Matriz em miniatura — Foto: TV TEM / Reprodução

Para preservar as boas lembranças do passado, um morador de Jaú (SP) fez uma maquete da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Patrocínio com riqueza de detalhes que impressionam.

A miniatura foi montada com 1,2 mil peças desenhadas e cortadas uma a uma. Para construir a maquete, o aposentado Silvio Ferracini Júnior precisou fazer várias visitas à igreja. Caminhando e observando os detalhes, que ele foi construindo a ideia na cabeça.

Para não ser traído pela memória, ele tirava várias fotos da igreja, de todos os ângulos possíveis, principalmente do que poderia dar mais trabalho para ser reproduzido em tamanho pequeno, como os vitrais, presentes em toda parte.

“A questão dos vitrais é uma das características desse templo, construído em estilo neogótico e traz como características a variedade dos vitrais, a iluminação da igreja através dos vitrais”, explica Silvio.

Igreja Matriz de Jaú foi reproduzida nos mínimos detalhes — Foto: Googlemaps/ Reprodução

A maquete da igreja é exatamente como a igreja é, sem mudar nada, o que chama atenção pela riqueza de detalhes e a forma delicada de transformar o real em uma réplica.

Segundo Silvio, foram sete meses de dedicação, trabalhando todos os dias, para que a estrutura grandiosa da igreja se transformasse em miniatura.

A maquete chegou a ser exposta dentro da igreja. O padre Celso Luiz Buscariolo, pároco da Matriz de Jaú, autorizou que ela ficasse à disposição dos fiéis.

“Eu fui procurado pelo Silvio e ele disse que tinha feito uma maquete muito bonita e que gostaria que eu pudesse ver, então vendo eu fiquei admirado pelo capricho, pela dedicação, pelo empenho, e é um trabalho muito exigente.”

Silvio se dedicou por sete meses inteiros no projeto da maquete da igreja — Foto: TV TEM / Reprodução

Além da igreja, Silvio também conseguiu construir a antiga estação ferroviária de Jaú, que foi demolida em 1970. A ideia dele é reunir em uma só a maquete todo o antigo centro da cidade.

“A mensagem principal foi de preservar uma memória de um tempo que já não tem mais, e muitas vezes essa documentação do patrimônio histórico e um estilo de vida que não existe mais é difícil transmitir para as novas gerações em textos e leituras.”

“A imagem acho que é viva, a maquete tende a ter o caráter lúdico demonstrar aos mais novos como era o centro da cidade no passado”, completa.

Réplica em miniatura e a Igreja Matriz de Jaú original — Foto: TV TEM e Googlemaps / Reprodução

Silvio também reproduziu em miniatura a antiga estação ferroviária de Jaú — Foto: TV TEM / Reprodução

G1