Slider

Jessé Prado Lyra, diretor de Infraestrutura: veículos serão usados somente em situações em que houver necessidade – Arquivo/Candeia

A prefeitura de Bariri abriu licitação para registro de preço a fim de locar hora máquina para eventual prestação de serviços de extração de piçarras e transporte, conservação de estradas municipais, limpeza da cidade em geral e manutenção de aterro sanitário.

O pregão presencial teve a abertura das propostas de empresas interessadas na disputa marcada para o dia 14 de maio. O custo estimado é de R$ 1,5 milhão por período de 12 meses.

Para essa licitação é contemplada hora máquina de retroescavadeira, motoniveladora, pá carregadeira e caminhão basculante.

Como se trata de pregão, os valores devem ficar abaixo desse montante. Conforme o edital, a quantidade indicada no termo de referência (2 mil horas para cada veículo pesado) representa uma estimativa de necessidade anual sem que haja obrigação de aquisição total.

A prefeitura não é obrigada a adquirir uma quantidade mínima de serviços, ficando ao seu exclusivo critério a definição da quantidade e do momento da aquisição.

Todos os serviços deverão passar por autorização da Diretoria Municipal de Infraestrutura, que controlará a disponibilidade dos serviços e do financeiro.

De acordo com o diretor municipal de Infraestrutura, Jessé Prado Lyra, o objetivo é utilizar o maquinário quando houver quebra dos veículos pertencentes à prefeitura ou quando o município não conseguir dar conta de todo o serviço programado, em áreas rurais e também urbanas.

Ele relata que a frota municipal é muito antiga e constantemente necessita de manutenção. Desde o início do ano houve investimentos para melhoria dos veículos da prefeitura.