Slider

Coletiva de imprensa foi realizada na sexta-feira, dia 9, na Câmara Municipal, com presença do prefeito, vice, diretores e superintendente do Saemba – Robertinho Coletta/Candeia

O prefeito Abelardo Maurício Martins Simões Filho (MDB), o vice-prefeito Luis Fernando Foloni (Cidadania), todos os diretores de serviço do Executivo e o superintendente do Serviço de Água e Esgoto do Município de Bariri, Eder Cassiola, divulgaram o andamento das 15 medidas iniciais divulgadas em campanha eleitoral para os 100 primeiros dias de governo.

A coletiva de imprensa ocorreu na tarde de sexta-feira (9) na Câmara Municipal. O Jornal Candeia transmitiu o evento na íntegra pela sua página no Facebook.

Abelardinho Simões diz que o foco no início do governo foi tentar salvar a Santa Casa. Na semana passada a prefeitura encaminhou dois projetos à Câmara, um de R$ 1,2 milhão e outro de R$ 630 mil para o hospital. O dinheiro será usado para o período entre abril e junho.

 

Educação

 

A diretora municipal de Educação, Stefani Edvirgem da Silva Borges, disse que a abertura de licitação para compra de apostila demorou porque o procedimento é burocrático e teve início neste ano, no atual governo.

Segundo ela, o Sistema Anglo havia informado que a partir de 2021 não teria mais parceria com órgãos públicos, mas somente com instituições privadas. A abertura das propostas por empresas interessadas está marcada para 6 de maio.

Outras ações da pasta poderão ser colocadas em prática, quando houver diminuição acentuada de casos e mortes por Covid-19, como a agenda anual de eventos e desenvolvimento de escolinhas esportivas nos bairros.

 

Infraestrutura

 

No setor de infraestrutura, o titular da pasta, Jessé Prado Lyra, mencionou contato com o Corpo de Bombeiros para cursos de capacitação para evacuação de prédios públicos. A prioridade são as escolas.

Em relação aos mutirões de limpeza, a ideia é realizar quatro por ano, em diferentes bairros. No dia 30 de março ocorreu o primeiro mutirão.

Lyra disse que em três meses de governo foram consertados 25 equipamentos e maquinário do Almoxarifado Municipal.

Sobre a operação tapa-buraco, o diretor falou que no início do ano a cidade estava esburacada, parecendo um “queijo suíço”. A pasta começou a consertar buracos em vias e também melhorar a situação de estradas rurais. A administração municipal aponta que são 500 quilômetros de estradas de terra.

 

Ação Social

 

Na área de Ação Social, a diretora Suzane Dinis Albranti citou a criação da central de conselhos no prédio onde a pasta atende, no centro da cidade.

De acordo com ela, a Casa da Mulher Mariana Forti Bazza agora presta um serviço efetivo de atendimento à mulher. Foram 80 ações online e 35 mulheres atendidas neste ano.

Outra ação foi o projeto Acolhe Bariri, fruto de parceria com a iniciativa privada para entrega de cestas básicas a famílias carentes. Por seis meses 60 famílias serão acompanhadas.

 

Desenvolvimento

 

Na área de Desenvolvimento Econômico, o diretor, Vicente Sérgio Barbieri Júnior, falou da regulamentação do Conselho de Desenvolvimento Rural, com projeto de lei a ser remetido ao Legislativo.

Sobre a feira livre realizada em frente da escola Professora Rosa Benatti, houve recadastramento de comerciantes e delimitação de espaço. O prédio do Acessa SP será aberto nas manhãs de domingo para disponibilização de água e banheiro.

Outra proposta da pasta é a criação de incubadora digital, nos moldes da desenvolvida em Lins. O modelo concebido para Bariri contempla a incubação de cinco empresas com oferecimento de atividades sobre custos, despesas, treinamentos etc. A seleção dos projetos caberá ao Sebrae.

A diretoria estuda também a criação de plataforma para encaminhamento de vagas de emprego, podendo ser acessada por quem procura vagas e por empresários. A proposta é que o Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) desvincule-se dessa intermediação de vagas.

Júnior Barbieri comentou também a respeito de unidade do Poupatempo que deverá ser instalada em Bariri. O intuito é que o órgão ofereça serviços prestados pelo INSS e Polícia Civil.

 

Administração

 

O diretor de Administração Pública, Marcelo Lenharo, comentou na entrevista coletiva que os projetos da pasta são oferecer premiação a servidores e criar expedientes eletrônicos, com agendamento de serviços públicos.

A pasta também pretende criar mecanismos para resgatar a dignidade dos funcionários públicos e capacitá-los.

 

Obras

 

Na área de Obras, o diretor Giuliano Griso falou a respeito da informatização da Necrópole Municipal. No local, houve mutirão de limpeza e reconstrução do muro perto do cruzeiro.

Um projeto ainda não iniciado é a construção de parque ecológico perto do Rio Tietê. Será necessário reunir-se com a AES para que haja definição do projeto.

Outra medida é a consulta de demanda habitacional em Bariri. A prefeitura disponibilizou link em sua página eletrônica na terça-feira, dia 13 (http://pmbariri-habitacao.bluesolutions.com.br/index.php) – confira matéria nesta edição.

Quanto à licitação feita no governo passado para recapeamento (cerca de R$ 1,8 milhão), Griso relatou que os documentos estão sendo encaminhados à Caixa Federal para liberação dos recursos.

 

Saúde

 

Na área da Saúde, a diretora Marina Prearo comentou sobre auditoria na Santa Casa, apresentada em coletiva de imprensa em março, tentativa de transferir as dívidas do hospital para a prefeitura de Campinas (quando houve gestão da Vitale Saúde) e mudança de local do pronto-socorro.

Outra medida estudada é a informatização dos setores da Saúde, permitindo o acompanhamento de exames e retornos dos pacientes.

 

Finanças

 

Natália Sisto Moreira, diretora municipal de Finanças, disse que a situação financeira é de aperto por causa de despesas criadas em 2020 e que começaram a ser pagas em 2021, como reajuste do funcionalismo e progressão funcional de professores.

De acordo com ela, como neste ano não há previsão de repasses do governo federal para auxiliar municípios, a opção é buscar emendas junto a deputados para aumentar as receitas.

 

Saemba

 

Cassiola comentou que uma das prioridades foi atuar no Manancial São Luiz para melhoria da oferta de água.

Na área de finanças, houve aumento de 9% das receitas e queda de 13% nas despesas no primeiro trimestre de 2021. A dívida ativa foi recuperada em 18%.

O superintendente destacou que as medidas são fruto de gestão e que não foram contabilizados reajustes nas contas de água e de taxas por serviços prestados pela autarquia.