Slider

Neto Leoni concedeu entrevista ao Candeia e à Rádio Serena: saúde e educação foram alguns temas abordados – Divulgação

A prefeitura de Bariri deve estender a intervenção na Santa Casa de Bariri. A informação foi dada pelo prefeito Francisco Leoni Neto (PSDB) em entrevista ao Jornal Candeia (Facebook) e à Rádio Serena na manhã de sábado, dia 5, na passarela construída no Lago Municipal Prefeito Accácio Masson.
“Tudo caminha para que prorroguemos a intervenção na Santa Casa”, disse o prefeito. A requisição administrativa do prédio do hospital ocorreu em meados de setembro e irá até meados de março deste ano.
Segundo Neto Leoni, há dificuldades na gestão da Santa Casa com a mesma quantia de recursos do período que antecedeu a intervenção. O motivo é que a gestão anterior não estaria honrando compromissos trabalhistas e com fornecedores.
Um dos primeiros pedidos que o prefeito pretende fazer junto ao governo estadual é a liberação de recursos para custeio do hospital.
Neto Leoni afirma que antes só ouvia reclamações com o atendimento do hospital, incluindo o pronto-socorro. Após a intervenção, passou a ouvir elogios e também reclamações. “A intervenção foi importante para resgatar a Santa Casa, mas precisamos melhorar o atendimento”, diz.
Sobre a carência de médicos no hospital e também na rede municipal de Saúde, o prefeito diz que pretende procurar médicos que atendem em Bariri num primeiro momento. Em seguida, serão procurados profissionais que trabalham em outros municípios.

Projeto

Outro assunto comentado pelo prefeito na entrevista foi com relação ao uso de prédio pertencente ao município no Jardim Nova Bariri. O imóvel abrigou a escola Sesi antes de ser transferida para prédio próprio na Avenida Perimetral Domingos Antonio Fortunato.
O governo anterior, de Paulo Araujo, pretendia instalar uma Escola Técnica Estadual (Etec) no local.
Segundo Neto Leoni, Bariri dispõe de salas descentralizadas da Etec funcionando normalmente.
Por esse motivo, entende que o prédio antes ocupado pelo Sesi deveria abrigar crianças na faixa etária de 4 a 7 anos.
Antes, crianças nessa idade permaneciam um período em creches municipais. Mas depois elas não puderam ficar nas unidades, causando dificuldades para muitas mães.
A prefeitura pretende instalar neste semestre os projetos Segundo Turno e Segundo Tempo no imóvel do Jardim Nova Bariri. São projetos que atendem crianças nessa faixa etária.