Slider

Todos os vereadores marcaram presença na sessão extraordinária para aprovar dois projetos encaminhados pelo Executivo – Robertinho Coletta/Candeia

A Câmara de Bariri aprovou em sessão extraordinária realizada a segunda-feira, dia 30, dois projetos de lei de autoria do Executivo, permitindo o pagamento integral do 13º salário aos funcionários da Santa Casa de Bariri.
Inicialmente, a prefeitura faria o repasse de dinheiro ao hospital (sob intervenção) para pagamento do abono em três parcelas, no início deste ano.
No entanto, de última hora a prefeitura recebeu a informação de que o deputado federal Marco Bertaiolli (PSD-SP) havia conseguido a liberação de emenda no valor de R$ 178 mil para a Santa Casa.
Diante disso, a administração municipal resolveu destinar o recurso para o pagamento do 13º dos funcionários da Santa Casa. O dinheiro é proveniente do Fundo Nacional da Saúde.
Como o montante não seria suficiente para quitar todo o abono dos trabalhadores, a prefeitura encaminhou um segundo projeto de lei para destinar R$ 19.897,30 do Tesouro Municipal.
Os dois projetos foram aprovados por unanimidade pelos nove vereadores que compareceram à sessão de segunda-feira.

Discussão

Na discussão das duas propostas, os vereadores da oposição cobraram gestão mais eficiente do Executivo para cumprimento das obrigações.
O vereador Francisco Leandro Gonzalez (Cidadania), por exemplo, disse que o prefeito poderia ter economizado recursos da ordem de R$ 365 mil com publicidade e gastos com a festa do peão.
Na mesma linha, Vagner Mateus Ferreira (PSD), relatou que em 2019 houve gastos a mais com ovos de Páscoa e serviço de limpeza. O vereador destacou que a oposição está contribuindo com a cidade com a solicitação de emendas junto a deputados.
Evandro Folieni (PSDB) também ressaltou que um dos papeis do vereador é solicitar recursos para contribuir com o município.
Para Armando Perazzelli (PV), se há uma crise financeira na prefeitura, ela é provocada por má gestão. De acordo com ele, municípios como Itapuí conseguiram se destacar mesmo diante de um quadro recessivo nacional.
Pela bancada da situação, Benedito Antonio Franchini (PTB) comentou que há dificuldade hoje na obtenção de recursos junto aos governos estadual e federal. Além disso, quando há liberação de dinheiro, a maior parte é carimbada, ou seja, tem destinação específica.
João Luis Munhoz (PSDB) disse que é preciso valorizar todos os deputados que encaminham recursos de emendas para a cidade. Mencionou valores recentes de R$ 1 milhão de Lobbe Neto, R$ 250 mil de Roberto Massafera e R$ 500 mil e Marco Vinholi. Nenhum deles conseguiu a reeleição em 2018.
Rubens Pereira dos Santos (PSDB) agradeceu ao empenho dos funcionários da Santa Casa, que, mesmo diante das dificuldades financeiras, servem à população com dedicação.