Slider

Abelardinho durante visita à Estratégia Saúde da Família (ESF) do bairro do Livramento – Reprodução/Facebook

Alcir Zago

A primeira semana de trabalho do novo governo municipal foi marcada por diagnóstico de problemas estruturais nas áreas de Educação, Saúde e Infraestrutura e busca de resolução das demandas.

Anteontem (7), ao Candeia, o prefeito Abelardo Maurício Martins Simões Filho (MDB) diz que visitou várias unidades administrativas durante a semana e observou abandono e sucateamento em algumas delas. “Em nossa vistoria inicial vimos que a situação é bastante precária”, afirma.

Segundo ele, o Barracão (Almoxarifado Municipal), alvo de muitas reclamações, necessita de intervenções urgentes do poder público. O maior problema é o estado em que se encontra o maquinário.

Na Educação, como o governo municipal pretende retornar às aulas presenciais a partir de 1º de fevereiro, haverá necessidade de ações emergenciais da Diretoria de Obras para a resolução de problemas estruturais, além de infiltrações e goteiras.

Um problema herdado da administração anterior é a presença de escorpiões na Creche Carmen Sola Modolin Aquilante, situada no Núcleo Habitacional Osório Oréfice. Mesmo antes da pandemia da Covid-19, a unidade foi fechada por causa do aparecimento constante dos aracnídeos.

O prefeito conta que a frota de veículos da Saúde também está sucateada. Além de investir nessa área, a prefeitura pretende checar a saúde dos motoristas das ambulâncias.

Em relação à Santa Casa, o gestor prorrogou a intervenção com um modelo diferente, com a presença de gestor geral e de gestores financeiro, técnico e administrativo.

Segundo Abelardinho Simões, a Diretoria de Finanças está com servidores sobrecarregados e com instalações inapropriadas. Pretende resolver essa questão nos próximos dias.