Slider

Caminhão com 35 mil litros de etanol estava em posto desativado em Bariri – Diego Santos

Três homens, de 53, 41 e 28 anos, foram presos em flagrante pela Polícia Militar (PM) na noite de sábado (20) por roubo. A abordagem ao trio ocorreu no km 329 da Rodovia Leônidas Pacheco Ferreira (SP-304), onde fica posto de combustíveis desativado em Bariri.

A PM Rodoviária de Jaú recebeu informações de que caminhão-tanque Mercedes Benz, com placas de Pedregulho (SP), com carga de 35 mil litros de etanol havia saído da rota prevista e perdido o sinal de rastreamento. O motorista estava incomunicável.

O veículo voltou a aparecer no monitoramento em Bocaina e depois em Bariri, com ponto específico apontado pelo rastreador.

Chegando ao posto abandonado, os policiais avistaram dois homens tentando desatracar o tanque. A abordagem foi feita pelos policiais rodoviários e também por equipe da PM de Bariri.

Dentro do caminhão havia mais um homem, manuseando um equipamento chamado “capeta”, usado para bloquear sinal de rastreamento.

Os três deram informações desencontradas e relataram que não sabiam onde estava o motorista. Por esse motivo, foram detidos e apresentados à Polícia Civil.

Eles foram presos em flagrante porque estavam em poder do caminhão que havia sido roubado em Miguelópolis (SP), tentando retirar o combustível do tanque do veículo. Enquanto isso, outros membros da quadrilha rendiam o motorista do caminhão, o qual acabou sendo libertado na cidade de Guaíra (SP).

 

Cartão de crédito

 

Os três homens flagrados em Bariri saíram de Ribeirão Preto num automóvel Chevrolet/Cobalt.

Um deles relatou que reside em Ribeirão Preto, mas administra dois postos de combustíveis em Bariri.

A alegação é que teria saído de Ribeirão Preto juntamente com mais dois homens para fazer reparos num dos estabelecimentos em Bariri.

Quando pararam no local dos fatos, foram parados por policiais e acusados de terem participado do roubo só porque estavam ao lado do caminhão. No entanto, a justificativa não convenceu os PMs, que flagraram o trio tentando subtrair a carga de etanol. O Cobalt estava ao lado do caminhão-tanque.

Em relação ao motorista, ele foi colocado em liberdade quando os dois membros da quadrilha de Guaíra perderam o contato com o trio que estava em Bariri.

Os homens foram presos e com eles havia armas de fogo e cartão de crédito de um dos homens que foram detidos em Bariri.

A ocorrência foi registrada como roubo, receptação, cárcere privado e formação de quadrilha.