Composição 1_1
Composição 1_1

Paulo Fernando Crepaldi é perito criminal oficial do Estado de São Paulo (Divulgação)

A Superintendência da Polícia Técnico-Científica (SPTC) foi criada no dia 9 de fevereiro de 1998, para administrar as perícias criminalísticas e médico-legais realizadas em todo o Estado de São Paulo. Portanto, completou 26 anos de existência em 2024.
Hoje é uma das Polícias Científicas mais respeitadas e admiradas do Brasil e do mundo. Sua função é auxiliar a Polícia Civil e o Sistema Judiciário.
Paulo Fernando Crepaldi é perito criminal oficial do Estado de São Paulo. Segundo ele, a instituição desempenha um importante trabalho na elucidação de crimes.
A SPTC coordena e supervisiona os trabalhos de pesquisa nos campos da Criminalística e da Medicina Legal. Em 2023, foram realizados 424.756 atendimentos pelo IC e 496.128 pelo IML.
A Superintendência da Polícia Técnico-Científica, composta pelo Instituto Médico Legal e pelo Instituto de Criminalística, conta com as seguintes carreiras: policiais científicos; atendente de necrotério; auxiliar de necropsia; desenhista técnico-pericial; fotógrafo técnico-pericial; médico legista; perito criminal; profissionais de suporte: executivos públicos; oficial administrativo; técnico de laboratório, entre outros.
Todos os profissionais são aprovados em concurso público e, no caso dos policiais científicos, antes de iniciarem as atividades, passam por curso de formação na Academia de Polícia Civil Dr. Coriolano Nogueira Cobra (Acadepol).