Slider

Vítima, de 22 anos, foi localizada, em Jaú, com sinais de violência sexual – Foto: Plantão de Policia

Uma jovem de 22 anos foi encontrada morta no fim da tarde desta terça-feira (4), seminua, com sinais de violência sexual, na avenida João Lorenzon, na 2.ª Zona Industrial de Jaú, próximo a um centro de compras. Segundo a Polícia Civil, o autor do crime usou a calcinha da vítima para amarrar as mãos dela e a alça da sua bolsa para estrangulá-la.

O corpo foi avistado por duas pessoas que passavam pelo local, onde há uma concentração de fábricas e chácaras, por volta das 17h20. De acordo com a Polícia Militar (PM), a jovem vestia apenas uma blusa. Na bolsa dela, foram encontrados vários preservativos, mas não havia nenhum documento de identificação.

No fim da noite, equipes da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jaú apuraram que a vítima é Bruna Vines Ribeiro. O delegado plantonista, Durval Izar, conta que requisitou ao Instituto Médico Legal (IML) a realização de exames para confirmar se a jovem foi vítima de estupro seguido de morte.

“É muito provável que sim, mas precisamos dos exames para poder afirmar”, declara. “O short estava ao lado dela e a calcinha foi utilizada como amarradura das mãos, que foram presas para trás. A alça da bolsa foi utilizada para estrangulá-la. Possivelmente, ela morreu por estrangulamento”.

A reportagem apurou junto à polícia que Bruna era garota de programa e estava em Jaú há cerca de duas semanas apenas. Até o fechamento desta edição, os investigadores faziam diligências para tentar levantar informações que possam levar à identificação do autor do homicídio.

Fonte: Jcnet