Composição 1_1

Delegado André Luiz Ferreira de Almeida instaurou o inquérito e solicitou a prisão do suspeito (Alcir Zago/Candeia)

A Polícia Civil de Bariri está investigando se um morador da cidade teria matado o próprio pai, de 93 anos de idade, no fim de janeiro deste ano.
O inquérito está sob a responsabilidade do delegado André Luiz Ferreira de Almeida.
Ele conta que o idoso deu entrada no pronto-socorro da Santa Casa de Bariri com diversos ferimentos graves e praticamente morto. O próprio filho acionou a ambulância.
Homens do Corpo de Bombeiros tentaram reanimar o idoso, mas não obtiveram êxito diante da gravidade dos ferimentos.
Vendo as lesões, a médica plantonista chamou a Polícia Militar (PM), que elaborou boletim de ocorrência por morte suspeita.
O corpo do idoso foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Jaú. O laudo constatou morte em decorrência dos ferimentos e também meio cruel.
Após ouvir o filho e outras pessoas, o delegado representou no Judiciário pela prisão temporária por 30 dias do suspeito. A Justiça concedeu o pedido na tarde de quinta-feira (8).
André Almeida irá colher mais elementos para concluir o inquérito policial e encaminhar o relatório ao Ministério Público (MP). A maior suspeita é de homicídio doloso por meio cruel.