Composição 1_1
Composição 1_1

Francisco Leoni Neto

“Temos que conviver com essa situação herdada na casa dos 52% (o limite legal é de 54%) que em muito nos tolhe de fazer investimentos”

Bariri teve três prefeitos neste ano. Até abril o comando da cidade esteve a cargo de Paulo Henrique Barros de Araujo. Com a prisão dele sob acusação de estupro de vulnerável, o presidente da Câmara à época, Vagner Mateus Ferreira (PSD), o Vaguinho, passou a responder pela gestão municipal. No início de julho, Francisco Leoni Neto (PSDB) assumiu o governo municipal após ter saído vitorioso em eleição suplementar realizada em 3 de junho. Nesse período de seis meses Neto Leoni deparou com uma folha de pagamento que está no limite da legislação. Segundo ele, essa situação impede que sejam realizados investimentos. Afirma que é preciso cuidado redobrado para que o índice de 52% com a folha de pagamento não aumente. Para isso, a administração municipal pretende evitar novas contratações e controlar verbas que dizem respeito aos gastos com pessoal. Neto Leoni faz balanço positivo de 2018, porque a prefeitura está fechando o ano no “azul”. Sobre o próximo ano, espera que economia nacional reaja para que o cenário local também seja beneficiado.

Candeia – Qual o maior desafio à frente da prefeitura de Bariri desde que assumiu o governo, no fim de junho?
Neto Leoni – Resgatar a imagem da nossa cidade sem dúvida era o mais importante a se fazer, partindo para acontecimentos positivos que viessem a melhorar a auto-estima dos baririenses, a fim de que voltassem a acreditar no potencial do Município e ter satisfação em aqui morar. E nesse momento de final de ano já sentimos que o clima é outro, bem melhor!

Candeia – Uma das medidas tomadas em sua gestão foi a intervenção na Santa Casa de Bariri. Que balanço o senhor faz e quais os resultados obtidos?
Neto Leoni – A Santa Casa de Bariri precisava ser resgatada e voltar a ser nossa, para servir apenas ao interesse maior, que é o bem comum da saúde de nossos cidadãos. A partir da intervenção, no dia 10 de setembro, o trabalho está sendo intenso no sentido de reconquistar sua credibilidade. Se antes só se ouviam críticas, hoje também se ouvem elogios. Mas ainda há muito a ser melhorado, com a cooperação da comunidade que é muito prestativa.

Candeia – Qual a situação financeira da prefeitura de Bariri no momento?
Neto Leoni – Apesar dos pesares, a situação financeira da Prefeitura está controlada e fecharemos o ano de 2018 no azul, honrando nossos compromissos. E isso só foi possível graças a um controle e um trabalho árduo. Uma gestão séria se faz com comprometimento, economia e utilização dos recursos naquilo que realmente interfere positivamente na vida das pessoas.

Candeia – Os gastos com folha de pagamento estão próximos do limite prudencial. Que medidas o senhor está tomando e pretende tomar para controlar as despesas?
Neto Leoni – Quando governamos o município no outro período nosso gasto com pessoal girava em torno de 40%, o que se traduz em uma gestão mais saudável. Agora temos que conviver com essa situação herdada na casa dos 52% (o limite legal é de 54%) que em muito nos tolhe de fazer investimentos. O cuidado deve ser redobrado para que esse índice não aumente, evitando novas contratações e controlando verbas que dizem respeito ao gasto de pessoal.

Candeia – Qual sua expectativa em relação a 2019? Que ações pretende colocar em prática no próximo exercício?
Neto Leoni – Sempre fui otimista e é assim que estou com relação a 2019. Muita coisa chegou no fundo do poço em nosso País, e até em nossa cidade. Então vejo que outro caminho não há senão o de melhorar. A economia nacional precisa urgente dar uma guinada para que o País volte a crescer. A par disso, pretendemos impulsionar o desenvolvimento para que novos postos de trabalho sejam criados, atenção especial para resolução de casos de saúde, materiais de primeira qualidade na educação, projeto habitacional e incrementos nas áreas de infraestrutura, social, esporte, cultural e lazer.

Candeia – Que diferenças apontaria em relação aos mandatos anteriores como prefeito?
Neto Leoni – Os princípios que regem uma boa administração são os mesmos, mas os tempos são outros. O Brasil está em crise e de um modo geral Estados e municípios também, o que dificulta a obtenção de recursos para atender a todas as demandas. A cobrança do cidadão também é maior, pois hoje o acesso à comunicação é rápida e geral. Dessa forma, não há espaço para amadorismo, comodidade e ineficiência. Trabalhamos muito para fazer uma gestão que atenda às necessidades e os anseios de nosso povo.

Candeia – Como avalia o relacionamento com o Legislativo e com a oposição?
Neto Leoni – Sempre tive um ótimo relacionamento com o Legislativo, Poder imprescindível para o bom andamento do município. Nosso perfil é totalmente conciliador e agregador, respeitando as diferenças de posições e opiniões. Contudo, só é possível uma boa relação quando as duas partes desejam. Lamento que oposição por oposição não leve a nada, não ajude em nada, não saliente o verdadeiro interesse público que deve nortear a política, apenas o particular (político-partidário). De nossa parte vamos continuar trabalhando com o mesmo entusiasmo que nos move nessa caminhada, honrando nosso compromisso com a esperançosa população de Bariri, que voltou a ser tratada com respeito e não apenas como um número.