Slider

Lincon Dian Marino – “Pretendo iniciar um novo ciclo na cidade de Itaju, propondo ideias novas e realistas, de encontro com a necessidade da população itajuense”

O empresário Lincon Dian Marino (PSL) participa neste ano de sua primeira disputa política como candidato a prefeito de Itaju. Segundo ele, a ideia é quebrar a polarização que normalmente ocorre nas campanhas políticas no município. Lincon diz que por trabalhar há 12 anos atendendo a população, incomodou-se com as queixas relatadas pelas pessoas e não ouvidas pelos governantes da cidade. O empresário é o terceiro e último entrevistado entre os candidatos a prefeito de Itaju, conforme sorteio realizado no Jornal Candeia com representantes das coligações.

 

Candeia – Historicamente as eleições em Itaju são marcadas por polarização entre dois grupos políticos. Diante desse quadro, por que decidiu candidatar-se a prefeito da cidade?

Lincon Marino – Decidi me candidatar justamente para quebrar essa polarização de governo histórica e não tão resolutiva quanto era prometido a cada nova campanha política, e iniciar um novo ciclo na cidade de Itaju, propondo ideias novas e realistas, de encontro com a necessidade da população itajuense. Sou formado em Direito e tenho conhecimento da Lei Orgânica do Município de Itaju e por trabalhar há 12 anos atendendo a população me incomodei com as queixas relatadas por ela, não ouvidas pelos respectivos governantes da cidade, enquanto a cada nova eleição nada mudava. Diante desse quadro, tomei a iniciativa para me candidatar junto ao PSL, o candidato a vice-prefeito Marco Sola e os candidatos a vereadores, com esperança, honestidade e coragem para lutar por uma cidade onde os itajuenses vivam com suas necessidades atendidas, saúde, educação, segurança, lazer, emprego e, sobretudo, qualidade de vida.

 

Candeia – Como avalia o fato de ser “novo” na política?

Lincon Marino – Ser “novo” é um desafio que quero enfrentar com o apoio da população, dos vereadores e do partido, visto que o histórico governo anterior demonstrou-se incapaz de atender a necessidade itajuense. Ser iniciante não é ruim, na verdade tenho um olhar de esperança unido a força de vontade que me impulsiona a trabalhar para uma cidade próspera, em que a população tenha orgulho de viver.

 

Candeia – O primeiro tópico de seu plano de governo menciona o combate à corrupção. Que medidas pretende implementar caso seja eleito?

Lincon Marino – Pretendo melhorar a fiscalização financeira sobre a administração e economia da cidade, perante os parceiros de compras e serviços, vereadores e funcionários da área administrativa, mantendo a transparência governamental e a frequência regular junto aos demais, nas respectivas reuniões quinzenais da Câmara Municipal. Sobretudo cumprir a Lei Orgânica do Município de Itaju, que refere na seção III, sobre as atribuições da Câmara Municipal legislar, com a sanção do prefeito, no Inciso IV – “exercer com auxílio do Tribunal de Contas ou órgão estadual competente, a fiscalização financeira, orçamentária, operacional e patrimonial do município”.

 

Candeia – Como o senhor pretende melhorar a saúde preventiva e a atenção básica em Itaju?

Lincon Marino – Pretendo juntamente com a equipe eleita incentivar os profissionais de saúde concursados a cumprirem o que estabelece as bases do SUS, em nossa respectiva Unidade Básica de Saúde (UBS), juntamente com a Estratégia de Saúde da Família (ESF), aumentando a frequência da realização de campanhas preventivas nos ambientes públicos e escolares, além das visitas nas casas, conscientizando dessa forma a população sobre a importância dos hábitos preventivos, incluindo nestes a prática esportiva e a alimentação saudável. Também pretendo solicitar novo concurso público para contratação de médico e demais profissionais de saúde, plantonistas, conforme a demanda populacional. Quanto à atividade física, contratar educador físico para organizar e treinar diferentes grupos com faixas etárias variadas, não apenas os idosos. Outra meta a ser alcançada será a ampliação do atendimento para a população rural através de novos veículos adquiridos, melhor distribuição dos medicamentos e amplificação da variedade dos mesmos e implantação de convênios com faculdades para o atendimento em massa.

 

Candeia – Na Educação, como “recuperar” o ano de 2020 diante da pandemia da Covid-19?

Lincon Marino – Esse desafio não é só nosso, mas internacional. A pandemia trouxe danos irreversíveis, perante os quais os educadores estão lidando atualmente com criatividade e dentro das possibilidades de ensino à distância, mas infelizmente muitos alunos estão sendo prejudicados devido à falta de acesso a internet, dificuldade de concentração em casa, dificuldade e falta de tempo por parte dos pais em orientar os filhos, entre outros inúmeros fatores. A educação municipal abrange a pré-escola e o Ensino Fundamental I, e pretendo junto a equipe eleita apoiar os educadores, diretores escolares e secretário (a) de educação municipal, promovendo reuniões onde estes possam sugerir ideias de atividades presenciais e tarefas para que os alunos desenvolvam conteúdos relativos ao ano de 2020, sem prejudicar o ano de 2021, de forma lúdica e repleta de aprendizado.

 

Candeia – Quais os principais projetos na área de desenvolvimento econômico e geração de emprego?

Lincon Marino – A queixa mais recorrente da população itajuense, seguida da necessidade de saúde, refere-se à falta de emprego no município e ao deslocamento de diversos itajuenses para cidades próximas, gerando custos relativos ao transporte e interferindo negativamente na qualidade de vida destes trabalhadores. Estamos dispostos e decididos a priorizar em nosso governo a comunicação com diversos empresários e a cumprir o que está estabelecido na Lei Orgânica do Município de Itaju, no Título II, quanto a competência municipal, Artigo 6º, Inciso XIX : “conceder licença para: (a) localização, instalação e funcionamento de estabelecimentos industriais, comerciais e de serviços”. Desse modo, haverá oportunidade de emprego no município, o que contribui para o crescimento populacional, satisfação pessoal e comunitária, desenvolvimento econômico e, consequentemente, um governo bem sucedido.

 

Candeia – Itaju tem vínculo com Bariri, inclusive por pertencerem à mesma Comarca. Como o senhor pretende estabelecer parcerias entre os dois municípios, incluindo a Santa Casa?

Lincon Marino – Pretendo manter a parceria pré-estabelecida e estreitar os vínculos entre Itaju e Bariri, beneficiando ambas as populações. A parceria com a Santa Casa permanece e reconhecemos o seu papel essencial no atendimento ao nosso município.