Slider

Jerri de Souza Neiva – “Algumas definições já sentimos que deverão ser seguidas: término de obras começadas e não concluídas, mudanças na forma de encaminhamento dos serviços públicos”

 

Em sorteio realizado na redação do Candeia, o entrevistado da semana entre os candidatos a prefeito de Itaju nesta edição seria Paulo José Lopes (PL). No entanto, devido ao indeferimento de seu registro pela Justiça Eleitoral e desistência da disputa, o grupo político decidiu pelo nome do vice, Jerri de Souza Neiva (PSDB), como candidato a prefeito. Jerri, que já foi entrevistado pelo jornal na condição de vice, agora responde como candidato a prefeito. Para ele, não haverá mudança na campanha por conta da alteração do nome do candidato a prefeito. Ressalta que o maior objetivo é a justiça social, com serviços públicos voltados ao coletivo.

 

Candeia – Com a desistência de Paulo Lopes por causa do indeferimento do registro dele, o grupo político optou pelo seu nome como candidato a prefeito de Itaju. O que muda na campanha com essa troca? Qual a expectativa em relação ao eleitorado?

Jerri – Faço parte do grupo que é composto por três partidos (PSDB, PL e Republicanos) que tem objetivos comuns: melhoria da qualidade de vida da população itajuense. Desde o início onde eu estava como candidato a vice, lutamos por um ideal comum, com uma filosofia de “grupo”, longe de vaidades pessoais e sim pela igualdade determinada pela justiça social. Assim, não vejo mudança nos rumos da campanha iniciada pelo Paulinho candidato a prefeito (que continua conosco nessa caminhada) porque o grupo permanece unido, com garra, determinação. Quanto à expectativa em relação ao eleitorado, tem se confirmado em nossas visitas como a melhor possível: somos vistos (o grupo) com a seriedade necessária para levar adiante um projeto real para administrar uma cidade sem promessas mirabolantes, mas com muita vontade e com capacidade de fazer o nosso melhor.

 

Candeia – Por que a opção pelo vereador Wellington Pegorin como candidato a vice?

Jerri – São inúmeras as razões, mas a principal delas é que o nome foi aclamado por unanimidade por todos os partidos, bem como pelos 27 candidatos a vereador. Em seu mandato como vereador nesses últimos quatro anos, Pegorin mostrou a seriedade e respeito com que deve ser tratada a população, inclusive mostrou em seu dia a dia que vereador é um representante do povo e não representante de uma minoria. Hoje é um jovem parlamentar como muitos outros participantes da coligação “Mudança já” que está qualificado para exercer com determinação a função de vice-prefeito.

 

Candeia – Qual será a participação da ex-prefeita Fatima em seu governo, caso seja eleito?

Jerri – Fazemos parte de um grupo que se uniu e se estruturou para disputarmos essas eleições em torno de um programa de governo e também de uma filosofia que permita ao gestor escolhido que represente esses ideais, ou seja, justiça social onde os serviços públicos sejam para o coletivo. Nesse contexto todos serão ouvidos principalmente aqueles que possam contribuir para um debate sadio e construtivo para melhoria dos serviços públicos. A participação dela será dentro desse contexto, igual a outros que poderão também contribuir sem a necessidade de cargo público.

 

Candeia – Em relação ao atual governo, que medidas serão mantidas e quais serão modificadas, caso seja eleito?

Jerri – A campanha eleitoral tem permitido que no dia a dia possamos sentir “na pele” a real situação dos munícipes. Embora tenhamos definido em reuniões as metas que desejamos alcançar caso sejamos eleitos, algumas definições já sentimos que deverão ser seguidas: término de obras começadas e não concluídas, mudanças na forma de encaminhamento dos serviços públicos (saúde, geração de empregos, gestão social e outros), mas sempre com um olhar, não é só mudar e sim “melhorar”.

 

Candeia – Como o senhor pretende atuar na área de desenvolvimento econômico?

Jerri – Pretendemos atuar de forma institucional, criando uma coordenadoria própria para o setor, oferecendo subsídios para possíveis empresários, mas sem interferência da administração pública, tipo “os políticos indicarem funcionários” para a iniciativa privada. Nesse setor também pretendemos que através de pesquisas junto às empresas, seja feito um cronograma de cursos profissionalizantes que possam preparar a mão de obra local para possíveis vagas que virão. O trabalho nessa coordenadoria será rigorosamente técnico. É bom lembrar que dessa coordenadoria sairá também propostas para incentivos a instalação de empresas, contatos com possíveis interessados e que sintam os verdadeiros propósitos da gestão pública: desenvolvimento e geração de empregos de forma clara e técnica.

 

Entrevista Vice-prefeito

Pegorin: “Nosso grupo está fortalecido e engajado”

Wellington Luís Pegorin – “Estamos determinados em fazer uma boa campanha, pensando no bem coletivo da nossa querida Itaju”

 

 

O vereador por Itaju Wellington Luís Pegorin (PSDB), que pretendia concorrer novamente a uma cadeira no Legislativo, foi indicado pelo grupo político como candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por Jerri de Souza Neiva (PSDB). Para ele, a mudança poderá trazer consequências positivas. Diz que o grupo está fortalecido, engajado e determinado em fazer uma campanha para o bem coletivo do município. Pegorin está sendo entrevistado nesta edição porque o então vice, Jerri, foi entrevistado anteriormente pelo Candeia, quando o candidato a prefeito era Paulo José Lopes (PL), que teve seu registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral.

 

Candeia – Por que decidiu desistir da candidatura a vereador e sair candidato a vice-prefeito em Itaju?

Pegorin – Após o indeferimento do registro de candidatura do Paulinho, nosso grupo se reuniu e meu nome foi colocado em discussão para ser candidato a vice-prefeito. Por já estar como vereador, nesses quatro anos sempre fui atuante e busquei conhecimento, concluindo uma pós-graduação em Gestão Pública. Assim, senti que era o momento, o grupo me deu total apoio e consequentemente aceitei o convite com muito carinho e determinação.

 

Candeia – Em sua opinião, a troca de candidatos no meio da campanha pode trazer que consequências na disputa?

Pegorin – Acredito que essa troca de candidatos ocorrida nessa campanha irá trazer consequências positivas, tendo em vista que nosso grupo está fortalecido, engajado e determinado em fazer uma boa campanha, pensando no bem coletivo da nossa querida Itaju.

 

Candeia – Quais as principais propostas da chapa tucana na eleição deste ano?

Pegorin – As principais propostas da nossa chapa são relacionadas à saúde, com a contratação de mais médicos para atendimento aos pacientes, melhoria na frota municipal, entre outros. Na área da educação, total apoio à escola estadual e municipal, instalação de cursos da Etec, entre outros. Outro ponto importante é a geração de empregos, onde iremos focar em incentivos para instalação de novas empresas e manutenção das que já estão instaladas, e iremos buscar através dos cursos a qualificação dos profissionais.