Slider

“Os grupos políticos são os mesmos, mudam de time, mas são sempre os mesmos, com os mesmos vícios de troca de favores e camaradagem política entre eles”

 

Estreante na política e filiado ao PP, o empresário Carlos Antonio Sampietro, 38 anos, nascido em Ibitinga, é o candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada pela atual vice-prefeita de Bariri, Maria Pia Betti Pio da Silva Nary (DEM). Ele diz que o plano de governo irá focar na geração de emprego, saúde, segurança e habitação. Para Carlos Sampietro, a pandemia do novo coronavírus deixou evidente a carência dos serviços públicos em Bariri e a falta de preparo do atual governo com situações adversas e rotineiras. Ele é formado no curso de Tecnólogo em Eletricidade e Engenharia Elétrica, com MBA em Gestão de Projetos e Gestão de Negócios. Em 2004 ele iniciou sua carreira profissional como sócio-proprietário da Sampietro Engenharia. Em seguida, foram criadas outras cinco empresas do ramo de engenharia, as quais geram aproximadamente 100 empregos. Na área política, filiou-se em 2017 no partido Novo. Em seguida, engajou-se no grupo político de Maria Pia e filiou-se ao PP. “Coloquei-me como um peão no jogo. A posição que eu ocuparia seria a que fosse mais interessante para o grupo, para nosso fortalecimento”, diz. “A ideia era sair para vereador, mas meu nome foi sugerido para vice uma vez que temos um nome forte na nossa liderança na Câmara, que é o Evandro Folieni.”

 

Candeia – Como vê o cenário político destas eleições, em plena pandemia de Covid-19? O que deve mudar e o que vai permanecer de pleitos anteriores?

Carlos Sampietro – A pandemia só deixou mais evidente a carência dos serviços públicos em nosso município, bem como a falta de preparo da atual gestão com situações adversas e até as rotineiras num momento que requer firmeza como esta crise. Talvez, o que tenha ficado mais intensificado no momento seja exatamente essa carência de uma liderança que transpareça segurança. Os eleitores já não acreditam mais em “promessas”, mas querem ver programas de governo consistentes que atendam as expectativas e necessidades da população. Quanto ao reflexo do momento na eleição deste ano, vejo que até por conta do confinamento, a população intensificou muito a utilização das mídias digitais, acompanha e compartilha suas opiniões de forma mais aberta, o que deve ser natural no regime democrático. Talvez, o ponto mais delicado desse momento seja exatamente a rapidez que a informação chega e é transmitida sem ser checada. Acredito que esse será o maior desafio que teremos: serenidade para a população e os candidatos lidarem com as propostas, os fatos e as fakes.

 

Candeia – Por que decidiu ser candidato a vice-prefeito? Qual sua expectativa?

Carlos Sampietro – Como um bom empreendedor, eu nunca rejeito um desafio. Esse talvez tenha sido o maior que encarei até agora na minha vida, uma vez que é preciso coragem para tamanha exposição. Acredito que a mudança deve ser provocada. A cada quatro anos nós temos a oportunidade de mudar o que não está bom ou manter se estiver dentro de nossas expectativas. Em nossa comunidade os grupos políticos são os mesmos, mudam de time, mas são sempre os mesmos, com os mesmos vícios de troca de favores e camaradagem política entre eles. Adversários ou aliados conforme seus interesses. Isso não traz nenhuma expectativa de melhora. Se realmente queremos mudança temos que propor algo diferente e por isso decidi participar destas eleições. Minha expectativa é que a autoestima do baririense possa ser resgatada e que os nossos filhos não precisem sair daqui para estudar, se qualificar, buscar o seu primeiro emprego, construir uma carreira profissional e que possa criar raízes familiares aqui. Esse é meu propósito.

 

Candeia – Que papel pretende desempenhar como vice-prefeito, caso a chapa seja eleita?

Carlos Sampietro – O vice-prefeito tem que estar muito bem alinhado à prefeita. Nós nos conhecemos há vários anos e compartilhamos dos mesmos sonhos por Bariri. Em nossa caminhada, acreditamos que a gestão das pastas/secretarias deva ser compartilhada de acordo com o conhecimento e especialidade de cada um. Eu estou pronto para contribuir da forma que for mais interessante à gestão e à cidade.

 

Candeia – Quais as prioridades do governo em caso de vitória nas urnas?

Carlos Sampietro – Durante este último ano de pesquisa e estudo das demandas da população para a construção do nosso plano de governo não há como não focar nas seguintes prioridades: emprego, fortalecendo o setor de desenvolvimento que deverá atuar não somente para grandes empresas, mas para as MEI’s e microempresas, para que tenham condições de expandir atividades e gerar empregos; saúde, organizar as finanças da Santa Casa e definir um plano de recuperação, pois esta entidade não pode fechar, precisa de autonomia e saúde financeira para voltar a ter sua provedoria atuante, mas sempre com a parceria da administração pública. Segurança e habitação também foram temas importantes para o setor público e terá nossa atenção como prioridade. Para cada tema nosso plano de governo foi bem desenhado e deverá ser um compromisso a ser selado com a comunidade baririense.