Slider

As três escolas particulares situadas em Bariri iniciarão o ano letivo de 2020 na segunda-feira, dia 27.
A Escola Mini Mundo e o Colégio Max Beny Macena e a Cooperativa Educacional de Bariri (Coeba) oferecem do ensino infantil ao médio. O Centro Educacional Sesi atende alunos dos ensinos fundamental 1 e 2 e médio.

Durante a semana houve estudo e análise de mudanças curriculares dos Ensinos Integral e Médio

Sesi: semana de formação

Segunda-feira, 27, cerca de 340 alunos do Centro Educacional Sesi de Bariri iniciam as aulas do ano letivo de 2020.
No primeiro dia de atividades, os alunos vão cumprir horário normal de aulas, exceto os pequenos do 1º ano do Ensino Fundamental 1. Estes ganham oportunidade de adaptação, com atividades diferenciadas e período menor de permanência, saem às 14h30.
A escola abriga estudantes de vários níveis da educação básica e funciona em período parcial, das 7h às 12h20, envolvendo alunos do Ensino Fundamental 2 (6º a 9º ano); e período integral, das 7h às 16h, que abrange alunos do Ensino Fundamental 1 (1º a 5º ano).
Antes do início das aulas, de 20 a 24 de janeiro, os professores cumpriram semana de formação, que contou com a participação também da equipe gestora e de funcionários da escola.
A formação denominada teve como tema “Saber em Ação”, com o objetivo de reunir a equipe para discussões de temas institucionais que contribuirão com o trabalho e organização de toda a rede.
Ocorreram debates acerca de assuntos como habilidades e competências socioemocionais e desenho universal para a aprendizagem (DUA), além de outros assuntos.
De acordo com a coordenadora, Ana Paula Mathias Silva, durante a semana, além do acolhimento de novos professores que integram a equipe, houve estudo e análise de mudanças curriculares dos Ensinos Integral e Médio. É certo que o ano letivo de 2020 se inicia com novidades na grade curricular do integral e também do parcial.
Sexta-feira, 24, último dia da formação, o Sesi promoveu o dia da “Escola Aberta”. Nessa data, alunos e pais puderam participar juntos das atividades, conhecer a nova grade curricular e conferir os espaços da escola.

Professores da Coeba  participaram de encontro com criador do Programa Semente, Eduardo Calbucci, em São Paulo

Coeba: Programa Semente

A Cooperativa Educacional de Bariri (Coeba) retornou as atividades regulares no dia 20, segunda-feira, com período de adaptação para novos alunos da Educação Infantil. Eles recebem alunos a partir de 6 meses de vida.
De acordo com a diretora Lia Maura Belluzzo Queiroz Foloni, essa é uma novidade da escola em 2020. “Decidimos esse ano oferecer aos “pequenos” que começam a estudar na Coeba uma semana inteira de atenção especial, para que possam se acostumar à rotina escolar”, ela justifica.
Os outros 280 alunos retornam às aulas segunda-feira, 27, em horário regular, mas com atividades especiais de acolhida, em especial para os da Educação Infantil e do 1º ano do Ensino Fundamental 1.
Nesse dia, grupo de monitores, intitulados “paladinos” recebem as crianças com atividades que permitem desenvolver habilidades sócio emocionais. Eles encorparam personagens que através da música e jogos, dinamizam a acolhida especial.
Os alunos do Fundamental 2 e Ensino Médio também serão recebidos com atividades especiais de boas-vindas, segundo a diretora. “Haverá dinâmicas e combinados pedagógicos para socialização e interação de alunos, professores e escola”, comenta Lia Maura.
Na semana de 20 a 24 de janeiro, os professores cumpriram programação de planejamento, que incluiu atividades em Bariri, São Paulo e Bauru. Temas e eventos integram propostas ligadas ao Sistema Anglo de Ensino.
Sexta-feira, 24, eles encerraram a semana com a presença do doutor em Linguística e criador do Programa Semente, Eduardo Calbucci. O programa, que vem sendo adotado pela Coeba, oferece formação socioemocional para alunos, famílias e todos os professores da escola que o desenvolve.
“Segundo o programa, a escola de hoje deve formar, além de bons alunos, pessoas preparadas para a vida, profissionais mais capacitados e cidadãos mais conscientes, seguros e felizes, capazes de resolver conflitos e tomar decisões responsáveis”, destaca Lia Maura.
No período da manhã, a Cooperativa de Bariri abriga alunos de Educação Infantil, Ensino Fundamental 2 e Ensino Médio. À tarde, a escola é frequentada por alunos também da Educação Infantil e do Fundamental 1, além de aulas complementares do Sistema Anglo do Ensino Médio.

Professores do Fundamental I, fonoaudióloga Daniela Borges Ultramare e especialista em redação Natália Luz durante formação

Mini Mundo e Colégio Max: 380 alunos

A Escola Mini Mundo e o Colégio Max Beny Macena iniciarão o ano letivo na segunda-feira, dia 27. Ao todo, são 380 alunos nas unidades de ensino coordenadas pela professora Gisleine Macena Camillo.
A Escola Mini Mundo atende do infantil baby (crianças a partir dos quatro meses de vida) ao infantil 5, nos períodos da manhã, da tarde e integral. O sistema de ensino utilizado nas unidades é o COC.
De acordo com Gisleine, da quarta-feira, dia 22, até ontem, dia 24, houve adaptação com os pequenos para que se familiarizem com o ambiente escolar.
No período de férias foram realizados programas e encontros de formação junto à equipe docente.
O Colégio Max atende alunos do ensino fundamental 1 (1º ao 5º ano), fundamental 2 (6º ao 9º ano) e ensino médio.
Os estudantes do fundamental 1 frequentam as aulas no período da tarde, com plantões no contraturno.
Os alunos do fundamental 2 e do ensino médio estudam de manhã, mas contam com diversas atividades curriculares no período da tarde.

Fotos: Divulgação