Slider

Unidades de ensino, como a escola Prefeito Modesto Masson, continuarão com ensino online até 4 de junho – Divulgação

O prefeito de Bariri, Abelardo Maurício Martins Simões Filho (MDB), assinou decreto nessa semana para liberar de forma presencial, a partir de 3 de maio, atividades escolares nas redes pública e privada para reforço e atendimento de alunos com dificuldade de aprendizagem.

Até então, o decreto em vigor determinava as aulas remotas até início de maio. O novo documento estabelece as aulas online por mais um mês, até 4 de junho.

Em relação às instituições públicas de ensino (redes municipal e estadual), elas poderão ofertar atendimentos presenciais aos alunos com dificuldades de aprendizagem.

Caberá à cada unidade escolar realizar a triagem pedagógica para definir os alunos que serão contemplados com o atendimento psicopedagógico.

Os atendimentos deverão ser individualizados, respeitando os protocolos sanitários e previamente agendados pela escola.

Para a rede privada também vale a data a partir de 3 de maio. Os colégios poderão ofertar aulas presenciais de reforço, complementação pedagógica, apoio pedagógico e atividades avaliativas no contraturno das aulas regulares.

É preciso que seja respeitado o montante de até 25% do total de alunos de cada turma, respeitando os protocolos sanitários.

O decreto municipal determina o oferecimento de aulas e atividades escolares regulares para as redes pública e privada por meio remoto até o dia 4 de junho. A partir de 31 de maio é possível o retorno gradual apenas para adaptação e acolhimento de alunos.