Slider

Escola Ephigênia, de Bariri, irá adotar modelo de turno integral em dois turnos de 7 horas – Alcir Zago/Candeia

Alcir Zago

A Escola Professora Ephigênia Cardoso Machado Fortunato, de Bariri, terá o ensino médio integral a partir de 2021. Desde 2006 a unidade de ensino de Bariri conta com o ensino integral para alunos do ensino fundamental 2 (6º ao 9º ano). A Escola Professora Edir Helen Sgavioli Faccioli, de Boraceia, também aderiu à proposta.

No último dia 5 o governador João Doria (PSDB) e o secretário da Educação Rossieli Soares anunciaram que mais 400 escolas da rede estadual passarão a fazer parte do Programa de Ensino Integral (PEI).

O total de unidades que funcionam nesta modalidade no Estado vai aumentar de 364, em 2018, para 1.064 a partir de 2021, representando um crescimento de quase 300%.

Na região de Jaú atualmente são sete escolas com o ensino integral, sendo duas somente com o ensino médio e cinco com os ensinos médio e fundamental.

A partir de 2021 o montante de unidades saltará para 21, sendo cinco no modelo de dois turnos, como é o caso da escola Ephigênia. Ao todo, a Diretoria de Ensino de Jaú conta com 49 colégios. Dessa forma, quase metade terá o ensino integral a partir do ano que vem.

Em meados de 2019 o Candeia tratou do assunto. Na ocasião, a secretaria estudava a implantação do novo modelo a partir de 2020, relatando que a mudança teria de ser discutida junto à comunidade.

 

Horários

 

Agora a decisão foi tomada. Segundo a supervisora do ensino integral da Diretoria de Ensino da Jaú, Maria José Polli Ferreira, num levantamento feito pelo colégio, 69% da comunidade concordou com a proposta de ensino integral. Entre os alunos que manifestaram interesse em fazer a matrícula, a aprovação foi de 73%.

A proposta inicial era que a escola baririense tivesse carga de aula diária de 9h30. No entanto, foi adotado modelo de jornada integral em dois turnos de 7 horas.

A supervisora explica que os alunos do 6º ao 9º ano (fundamental 2) terão aulas das 7h às 14h, com almoço e lanche. Os professores trabalharão das 7h às 16h, com 1 hora para almoço.

Em relação ao ensino médio, os estudantes terão aulas a partir das 14h15 até as 21h15, com jantar e lanche. Para os docentes, o horário é das 12h15 às 21h15, com 1h para o jantar. Há possibilidade de que haja adequação de 15 minutos para professores que ocupem outro cargo, como na rede municipal, por exemplo.

Perguntada sobre alunos que trabalham durante o dia, Maria José disse que a escola irá levantar no período de matrícula a quantidade de estudantes que queiram estudar à noite.

Conforme a demanda, poderá haver transferência para a Escola Professora Idalina Vianna Ferro ou então o aluno será vinculado a essa unidade, mas irá estudar no prédio da Ephigênia. A Educação de Jovens e Adultos (EJA) também continuaria a funcionar normalmente no período noturno.

Sobre os professores com mais de um cargo, a supervisora diz que podem requerer transferência para a escola Idalina. Destaca que no modelo de PEI a dedicação é integral, com gratificação de 75% no salário.

Já a Escola Professora Edir Helen Sgavioli Faccioli, de Boraceia, terá turno integral único de 9h30. Nesse modelo, há intervalo de no mínimo 1 hora e no máximo 1 hora e 30 minutos para almoço e 15 minutos de intervalo no período da manhã e de 15minutos no período da tarde.