Slider

Decreto foi assinado pelo prefeito Abelardo Maurício Martins Simões Filho: aulas remotas até 29 de março – Divulgação

Decreto publicado anteontem (25) pela prefeitura de Bariri adiou mais uma vez o retorno das aulas presenciais no município. O motivo é o agravamento da pandemia do coronavírus na região, no Estado e em várias partes do País.

O novo documento, assinado pelo prefeito Abelardo Maurício Martins Simões Filho (MDB), estabelece que as atividades remotas para as redes pública e privada deverão continuar até o dia 29 de março.

O decreto anterior (de 16 de fevereiro) determinava o retorno para adaptação e acolhimento de alunos a partir de segunda-feira (1º), com retomada presencial a partir de 8 de março.

O primeiro decreto, de 26 de janeiro, contemplava o início das aulas presenciais para a rede privada a partir de 8 de fevereiro. Para a rede pública a data inicial era 8 de março. Já o segundo decreto estabeleceu a mesma data de retomada para as duas redes: 8 de março.

O documento publicado anteontem (25) também não fez diferenciação entre escolas públicas e privadas. Para ambas, o acolhimento e a adaptação dos alunos podem ocorrer a partir de 22 de março. Uma semana depois há autorização para o retorno presencial dos estudantes.

Conforme a situação da pandemia no município, na região e no Estado, é possível que haja novas alterações. Nessa semana, por exemplo, o governo estadual determinou a restrição de circulação de pessoas em todo o Estado entre 23h e 5h até 14 de março.

Além disso, cidades como Araraquara e Jaú convivem com novas cepas do novo coronavírus, que infectam mais as pessoas. O primeiro município chegou a decretar lockdown no início da semana.