Composição 1_1
Composição 1_1

‘Criolando, O Anjo das Flores’, filme produzido pelo diretor foi aprovado no edital da Lei Paulo Gustavo e ficou em 3º lugar entre inscritos de todo o Estado (Divulgação)

Um projeto cultural desenvolvido por Ricardo Fernando Rodrigues, de Jaú, foi o único da região aprovado no edital de longa-metragem de baixo orçamento da Lei Paulo Gustavo.

Dentre os 420 projetos inscritos, “Criolando, O Anjo das Flores” ficou em terceiro lugar em todo o estado de São Paulo, sendo autorizado o repasse de R$ 1 milhão para a execução do filme (https://www.cultura.sp.gov.br/edital-lpg-002-2023/).

Atualmente, o filme em animação stop motion está em fase de produção, com previsão de mais dois anos para ser concluído. Porém, ele será feito com recursos próprios e pela Lei de Incentivo Audiovisual (Ancine), diante da necessidade de maior tempo para produzi-lo.

O filme é baseado em fatos reais, conta com 48 cenários e 128 personagens darão vida à história de Criolando, um menino de 8 anos, negro, que vive na periferia, possui deficiência intelectual e dons místicos. Ele enfrenta a decisão de amadurecer ou tornar-se o “Anjo das Flores”, que conforta aqueles que estão prestes a partir, desafiando o mundo com sua espiritualidade em uma odisseia de amor e humanidade.

Ricardo Fernandes Rodrigues é diretor no cenário cultural brasileiro. Seu trabalho brilha no Brasil e no Exterior, tendo conquistado inúmeras premiações. Além da aclamada atuação na direção e roteirização, ele é um exímio gestor de projetos culturais. É artista plástico criativo e versátil. (Fonte: JCNet)