Slider

Após o recadastramento, num segundo momento, haverá chamamento público para novos expositores – Divulgação

Essa semana, a Diretoria de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Bariri iniciou convocação para recadastramento de produtores e expositores da feira livre municipal.

Segundo Vicente Sérgio Barbieri Júnior, diretor de Desenvolvimento, este é o primeiro passo para plano de revitalização do local, que hoje funciona nas manhãs de domingo, na Avenida Prof. Carlos Ferreira de Moraes, defronte à EM Profª Rosa Benatti, nos altos da cidade.

Os feirantes devem comparecer ao Setor de Fiscalização da Prefeitura para realizar a atualização cadastral até o dia 1º de fevereiro, segunda-feira.  “O não comparecimento implicará no cancelamento da licença e, consequente, baixa no cadastro junto ao setor”, esclarece o documento.

Júnior Barbieri afirma que atualmente há 40 expositores cadastrados, mas apenas cerca de 10 deles têm comparecido regularmente para vender produtos no local.

Ainda de acordo com o diretor, recentemente eles reivindicaram a interdição do tráfego de veículos na avenida durante a realização do evento, o que já ocorreu.

Outra medida tomada foi a instalação de um posto fixo de servidores do setor de Fiscalização, que vão permanecer no local durante a feira. A ideia é dar suporte aos expositores e realizar a fiscalização das atividades in loco.

Após essa etapa, um segundo momento do plano será o chamamento público para novos expositores, para dinamizar as opções de venda no local.

Podem se cadastrar produtores de agricultura familiar (frutas, legumes, verduras, milho, café, mandioca, ovo, feijão, arroz, trigo, leite, carne suína, bovina e de aves); alimentos (salgados, doces), artesanato, utensílios domésticos, decoração, enfeites e dia a dia.

Em médio prazo, a Diretoria de Desenvolvimento planeja instalar no local banheiros públicos, bebedouro de água e outros aparelhos que permitam dar uma padronização na feira livre.