Slider

A noite de autógrafo do livro de Adriana Manzutti ocorreu no Centro Mário Fava, dentro das normas de proteção e prevenção – Divulgação

Bariri 131 anos

A escritora baririense Adriana Lisboa Manzutti fez uma noite de autógrafos para lançar o livro “Sangue do meu Sangue”. O evento ocorreu dia 11, sexta-feira, a partir das 19h, no Centro Educacional, Cultura e de Exposições Mário Fava.

A noite de autógrafo integrou a programação oficial do aniversário de 131 anos de emancipação política do município de Bariri.

Adriana Lisboa Manzutti diz que desde muito cedo foi incentivada a ler por sua mãe e professores, fato que fez com que a leitura se tornasse um hábito em sua vida. Isto acabou contribuindo para a iniciativa de escrever seu próprio livro. “Sangue do meu sangue” foi aceito por cinco editoras e é a primeira obra publicada da autora.

Adriana é bacharel em Tradução pelo Unisagrado, tem 37 anos, é casada e mãe de uma menina de 9 anos. Para ela, “por ser um suspense psicológico, o livro arrebata o interesse do leitor, mostrando que nem tudo é o que parece e as pessoas podem nos surpreender muito”.

Muita gente prestigiou a noite de autógrafos, que foi realizada dentro das normas de proteção e prevenção. A entrada foi permitida ao público de forma controlada, com obrigatoriedade do uso de máscaras e capacidade reduzida, conforme determinações do Plano SP.

Na tentativa de evitar aglomerações, o evento foi transmitido pelo facebook da Prefeitura Municipal de Bariri, às 19h.

Sinopse do livro

Rebecca tem a vida perfeita: o trabalho dos sonhos, um marido apaixonado, a casa mais bela do bairro e ótimos amigos, até que vê tudo desmoronar quando adoece e entra em uma imensa fila de transplante. Ela precisa de um novo coração. Ao saber da gravidade da doença da irmã, a bem-sucedida Emily, abandona sua carreira e passa a dedicar–se à Rebecca, apesar da relação perturbadora de amor e ódio que sempre compartilharam. Convivendo diariamente, a tensão entre as duas só cresce e coisas inesperadas e terríveis começam a acontecer. Nesse thriller psicológico, nada é o que parece e ninguém pode imaginar qual máscara será a próxima a cair.

 

Fonte: equipe do Setor de Cultura