Slider

Sargento Ernesto Villares fala sobre medidas importantes em caso de incidentes no ambiente escolar – Alcir Zago/Candeia

Alcir Zago

 

Numa iniciativa do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), o sargento Ernesto Villares, comandante do Corpo de Bombeiro em Bariri, coordenou na segunda-feira, dia 2, reunião na Escola Modesto Masson para tratar de plano de fuga em caso de incidentes.

Participaram representantes da unidade de ensino, Conseg, Polícia Militar e representantes da Central de Ambulância e Setor de Trânsito da prefeitura de Bariri.

De acordo com Villares, é importante que direção, professores e alunos tenham noções de segurança e saibam as medidas a serem tomadas se eventualmente ocorrer problema na escola, como incêndio.

Antes da chegada do socorro, são essas pessoas que deverão agir para garantir a segurança de todos.

Villares afirma que a principal medida é o abandono do prédio. Isso deve ser feito de forma organizada, de modo que o professor saiba quantos alunos estavam na classe no momento do incidente.

O bombeiro explicou que é importante que os estudantes sejam “numerados” e saiam da sala de aula de mãos dadas. Em seguida, será feita a contagem para verificar se todos efetivamente saíram.

A segunda providência é que seja chamado o serviço especializado o mais rápido possível, por exemplo, acionando o telefone 190.

Para os profissionais da segurança é importante ter uma planta do prédio. Se for passada a informação de que determinados alunos estão na biblioteca, os bombeiros saberão por onde entrar no prédio para fazer o salvamento.

O Corpo de Bombeiros de Bariri pretende realizar treinamento simplificado em todas as escolas da cidade até o fim deste ano.