Slider

Vista aérea de Bariri: município apresenta boa nota em Indicadores Gerais e nota mais baixa em Habitação – Divulgação

O Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade (IDL), iniciativa do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon que conta com metodologia da Fundação Getulio Vargas, analisou 876 municípios brasileiros, nos quais vivem 160 milhões de brasileiros.

Bariri e outras cidades da região fizeram parte do estudo. Quanto ao município, ele ocupa a 54ª colocação entre cidades do seu porte (confira quadro). Além de Bariri, Barra Bonita, Ibitinga e Pederneiras aparecem no ranking como cidades pequenas (com menos de 100 mil habitantes). Bauru e Jaú são consideradas cidades grandes (aquelas com mais de 100 mil habitantes). Boraceia e Itaju, por exemplo, não fazem parte do levantamento do instituto.

Conforme a pontuação de vários componentes pesquisados, Bariri tem a maior nota nos Indicadores Gerais (99,7). A menor nota está em Habitação (28,2).

A composição geral dos rankings do IDL é baseada em sete variáveis: Indicadores gerais; Cuidados de saúde; Bem-estar; Finanças; Habitação; Educação e trabalho; e Cultura e engajamento (confira quadro).

Em cada variável, múltiplos indicadores são analisados. São sete variáveis, num total de 50 indicadores.

 

Metodologia

 

O objetivo do estudo é apontar, de forma clara e objetiva, os pontos positivos e negativos dessas cidades para que gestores, governantes e representantes da sociedade civil possam pensar em ações efetivas que promovam o aumento da longevidade com qualidade de vida nestas localidades.

De acordo com o levantamento, os resultados mostraram que mais da metade dos municípios analisados não estão adequados para a longevidade de suas populações.

Para o instituto, o dado é preocupante, visto que a população brasileira passa por um processo de envelhecimento acelerado.

“O papel do IDL é muito além de ser um ranking”, explica Henrique Noya, diretor-executivo do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon. “Ele é uma ferramenta prática que contribui diretamente para que os gestores públicos desenvolvam políticas que melhorem a qualidade de vida nas cidades, e para que os empresários identifiquem oportunidades de ofertas de produtos e serviços que atendam a essa mesma demanda. Da mesma forma, é um importante aliado para que a sociedade conheça de forma objetiva a realidade de seus municípios e, com isso, possa escolher melhor os seus próximos representantes, principalmente em um ano de eleição municipal.”

O IDL utiliza os dados publicamente disponíveis oriundos de fontes oficiais, preferencialmente. Assim, os dados foram coletados em órgãos públicos, tais como Agência Nacional de Saúde (ANS), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Ministério das Comunicações, Ministério da Saúde, Ministério da Educação, Ministério da Fazenda, Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), Tesouro Nacional; em instituições acreditadas como Fundação Getulio Vargas (FGV), Pnud; e demais organizações do meio privado, como Serviço Nacional do Comércio, e Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT).

 

Variáveis e indicadores

 

Indicadores gerais

Agressão à vida: número de homicídios por arma de fogo por 100.000 habitantes

Distribuição de renda: Coeficiente de Gini

Taxa de desemprego

Violência no trânsito: número de acidentes envolvendo ao menos uma fatalidade, mortes no trânsito por 100.000 habitantes

Expectativa de vida ao nascer

 

Cuidados de saúde

Número de médicos

Número de leitos

Leitos SUS

Número de internações clínico-cirúrgicas de alta complexidade

Número de atendimentos de emergência

Número de hospitais com unidade de neurocirurgia (de emergência)

Cobertura municipal do Caps

Número de psicólogos

Número de enfermeiros

Número de fisioterapeutas

Razão de exames de mamografias realizadas

 

Bem-estar

Número de inscritos em planos de saúde dividido pela população acima de 65 anos

Estabelecimentos de atividade de condicionamento físico

Lanchonetes, casas de chá, de sucos ou similares

Número de suicídios

Número de acidentes peçonhentos

Frequência de diversos tipos de violência (sexual, doméstica, tortura, etc.)

Números de óbitos por fibrose ou cirrose hepática

 

Habitação

Acesso a rede de esgoto

Densidade demográfica

Idosos residentes com outros parentes

População de idosos

Condomínios residenciais para idosos

Instituições de longa permanência para idosos

 

Finanças

Número de agências bancárias

Nível de investimento na cidade: percentual das despesas direcionados a investimentos

Carga tributária: percentual da receita de origem tributária (receita tributária/receita corrente)

Índice de envelhecimento: número de pessoas com 65 ou mais anos de idade para cada 100 pessoas com menos de 15 anos de idade

Nível de desenvolvimento social: ISDM

Contribuição com previdência social

População de baixa renda

Renda da população de idosos

Transparência Municipal

 

Educação e trabalho

Taxa de distorção idade-série

Docentes habilitados para ensino de idosos

Número médio de horas-aula diárias

Taxa de desocupação: taxa por município, proporção de pessoas economicamente ativas desocupadas

Desenvolvimento municipal – educação

Escolas conectadas pelo Programa Banda Larga

 

Cultura e engajamento

Acessos à internet fixa

Televisão por assinatura

Casamento de idosos: número de casamentos em que pelo menos uma das partes tem idade superior a 65 anos

Número de unidades Sesc

 

Fonte: Instituto de Longevidade Mongeral Aegon

 

IDL de cidades da região

 

Cidade                          Ranking agregado                 Ranking 60-75 anos                  Ranking + de 75 anos

Bariri                             54º                                          50º                                             35º

Barra Bonita                  25º                                          30º                                             13º

Bauru                            18º                                          21º                                             24º

Ibitinga                          67º                                          66º                                             70º

Jaú                                 30º                                          27º                                             18º

Pederneiras                    109º                                        118º                                           115º

 

Fonte: Instituto de Longevidade Mongeral Aegon

 

Desempenho de Bariri no IDL

 

Componente                                           Nota

Habitação                                                28,2

Saúde                                                      32,3

Bem-Estar                                               41,6

Cultura e Engajamento                            36,2

Educação e Trabalho                              88,3

Finanças                                                 67,8

Indicadores Gerais                                  99,7

 

Fonte: Instituto de Longevidade Mongeral Aegon