Slider

A manifestação em Bariri ocorre a partir das 8 horas de quinta-feira com saída defronte à Assobari – Divulgação

Quinta-feira, 7, a partir das 8 horas da manhã, agricultores e demais setores produtivos de Bariri participam de protesto contra o aumento de alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) no Estado.

A ideia é pressionar o governador João Dória (PSDB) a revogar um decreto que estabelece novos percentuais do imposto, que está em vigor desde o dia primeiro de janeiro.

Segundo os organizadores, pessoas e maquinários vão realizar um “tratoraço” pelas ruas de Bariri. Empresas e produtores locais já confirmaram participação.

A concentração está marcada defronte à Associação de Produtores de Cana de Açúcar de Bariri e Região (Assobari).

A manifestação estadual está sendo organizada por sindicatos e cooperativas do agronegócio do interior de São Paulo. Cerca de 200 cidades paulistas, segundo estimativa de organizadores, devem registrar o ‘tratoraço’, com o objetivo de demonstrar o impacto da elevação do imposto em preços de produtos da cesta básica.

O governo do Estado afirma que as novas alíquotas devem contribuir com a redução do déficit causado pelo enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.