Composição 1_1

Além da internet, a rede elétrica, os cabos de fibra ótica, sistema de navegação como GPS, satélites e equipamentos de comunicação podem sofrer danos (Imagem Divulgação)

O professor Peter Becker, da Universidade George Mason (Virgínia, EUA) apontou o que considera um “apocalipse da internet” para 2024. De acordo com ele, uma enorme tempestade solar pode afetar todo o planeta.
Becker é responsável por desenvolver sistemas de alerta sobre atividades solares que possam prejudicar a tecnologia do mundo,
“A Internet atingiu a maioridade numa época em que o sol estava relativamente calmo e agora está entrando numa época mais ativa”, disse ele, conforme o site Insider Paper.
Segundo o cientista, esta é a primeira vez na história que houve uma convergência entre o aumento da atividade solar com a dependência da internet pelo ser humano. Segundo o Centro de Previsão do Clima Espacial da NOAA, o Ciclo Solar 25 — que prevê uma supertempestade solar — deve ocorrer antes do previsto.
Inicialmente, estudos mostravam que uma atividade solar deste tamanho aconteceria somente em julho de 2025. Mas Becker sugere que a fase mais intensa da tempestade será no ano que vem.
A princípio, o cientista diz que a ejeção de massa coronal do Sol em decorrência da tempestade solar pode se dirigir a outra direção do espaço. Se vier à Terra, contudo, “nos dá cerca de 18 a 24 horas de aviso antes que essas partículas cheguem” ao planeta e “comecem a mexer com o campo magnético”.
Além da internet, a rede elétrica, os cabos de fibra ótica, sistema de navegação como GPS, satélites e equipamentos de comunicação podem sofrer danos que não devem ser reparados por meses. (Fonte: Metrópoles)