posto-santa-lucia-novo-2017
pró_sp3-01

Edson Ticianelli é professor do Instituto de Química de São Carlos (IQSC) e desde 2019 é membro da Academia Mundial de Ciências – Arquivo Pessoal

O professor e cientista baririense, Edson Antônio Ticianelli, 69 anos, da Universidade de São Paulo (USP), integra lista de melhores cientistas do mundo, publicada em 19 de outubro, pela Stanford University, USA e pela Editora Elsevier BV.

Outros 811 brasileiros fazem parte desta conceituada relação, que está na terceira versão atualizada.

A Stanford é uma das melhores universidades do mundo, com grande número de vencedores do Prêmio Nobel, como os professores Jeroen Baas, Kevin Boyack, John P.A. Ioannidis e com a editora Elsevier BV.

Nesse estudo, um dos mais sérios já feitos sobre rankings, foi criado um banco de dados que está disponível ao público contendo mais de 100.000 cientistas de ponta (os 2% mais relevantes do mundo).

O ranking fornece informações padronizadas sobre citações, índice h, índice hm ajustado de coautoria, citações de artigos em diferentes posições de autoria e um indicador composto. Dados separados são mostrados para impacto ao longo da carreira e ano único.

Os cientistas são classificados em 22 campos científicos e 176 subcampos. Os percentis específicos de campo e subcampo também são fornecidos para todos os cientistas que publicaram pelo menos 5 artigos. Os dados ao longo da carreira são atualizados até o final de 2020.

A seleção é baseada nos 100.000 melhores por c-score (com e sem autocitações) ou uma classificação de percentil de 2% ou superior. Ou seja, essa lista é a nata real, sem máscara, de quem publica artigos que tem realmente relevância na ciência.

Academia Mundial

Em 2019, Edson Ticianelli foi eleito um dos 36 novos membros da Academia Mundial de Ciências, conhecida como TWAS, da sigla para The World Academy of Sciences.

Ele é professor do Instituto de Química de São Carlos (IQSC). É membro da Academia de Ciências do Estado de São Paulo e da Academia Brasileira de Ciências. Foi diretor do IQSC entre 2006 a 2010.

Sua indicação ocorreu por conta de pesquisas na área de eletroquímica, com processos que envolvem oxidação de hidrogênio, eletrizadores de água e redução de dióxido de carbono.

Publicou dois livros e 176 artigos em periódicos. Possui um produto tecnológico registrado, três processos ou técnicas registrados e outros 300 itens de produção técnica, incluindo trabalhos em congressos.

Edson Ticianelli é casado com a também baririense, Maria Cecília Buchaim Ticianelli, que foi sua colega de ginásio e colegial. É pai de um casal de filhos: o engenheiro Marcos e a relações públicas Raquel.