Slider

Eleição para a presidência do Lar Vicentino foi realizada na noite de quarta-feira em Jaú – Divulgação

Alcir Zago

A partir de 1º de janeiro de 2020 o Lar Vicentino de Bariri terá como presidente Augusto César Zaparolli. A gestão que ele irá imprimir na entidade colocará fim a sete meses e meio de intervenção na instituição que cuida do bem-estar de idosos.
Na noite de quarta-feira, dia 11, foi realizada eleição no Conselho Central da Sociedade São Vicente de Paulo (SSVP), em Jaú. O nome de Zaparolli recebeu seis votos, contra um de Célia Facin.
Votaram nessa eleição diretores do conselho central e presidentes dos conselhos particulares da SSVP.
O futuro presidente do Lar Vicentino diz que nos próximos dias irá compor o restante da diretoria. O mandado dele é de dois anos, podendo ser prorrogado por mais dois anos.
Membros da Sociedade São Vicente de Paulo (SSVP) do Rio de Janeiro e de São Carlos estiveram em Bariri em maio deste ano e determinaram a intervenção na entidade.
A justificativa é que a diretoria não era composta em sua totalidade por vicentinos. Além disso, houve exigência para a maior participação de vicentinos em reuniões e conferências.
Desde o dia 17 de maio a instituição é administrada pelo contador Edson Vasse Carneiro, residente em Bauru e há 21 anos membro da SSVP. O trabalho dele vai até o dia 31 deste mês.

Conferência realiza almoço

No domingo, dia 8, no Salão da Igreja de São José, foi realizado almoço da Conferência Vicentina de Bariri. O intuito foi confraternizar assistidos e familiares.
Participaram membros das Paróquias Nossa Senhora das Dores, Santa Luzia e Santuário Nossa Senhora Aparecida, com presença dos padres Carlos Menezes Junior, Ériko Thiago Nogueira e Marcelo Francelin. Idosos e religiosas do Lar Vicentino também estiveram presentes.
Segundo o confrade João Domingos Cardoso Leonel (Jota Cardoso), a conferência contou com quase 200 pessoas, que saborearam delicioso almoço e sobremesa feitos pelos confrades, consócias e voluntários.