Slider

Na foto, da esquerda para a direita: prefeito Abelardo Maurício Martins Simões Filho, vice-prefeito Fernando Foloni, diretora de Saúde Marina Prearo, gestor geral da Santa Casa, Mozart Marciano, médico-cirurgião Daniel Molinar e gestor administrativo da Santa Casa, Rodrigo Zanuto – Divulgação

Procedimentos são contratualizados com o Sistema Único de Saúde

A prefeitura de Bariri, por meio da Diretoria de Saúde e em parceria com a Santa Casa de Bariri, inicia uma sequência de ações para redução da demanda das cirurgias eletivas que se encontram na demanda reprimida da prefeitura. A iniciativa faz parte de um programa que está em construção no município, cujo objetivo é garantir saúde de qualidade a todos.

As cirurgias vão contemplar os procedimentos contratualizados com o Sistema Único de Saúde (SUS), que não foram executados em anos anteriores, e serão executadas pela equipe de profissionais da Santa Casa de Bariri e pelo Instituto de Cirurgia Sem Sangue, por meio de parceria público-privada firmada entre as duas instituições.

Além da colaboração na realização das operações, o Instituto também está investindo nas instalações da Santa Casa, onde estão sendo desenvolvidos os projetos de construção e disponibilização de consultórios e ampliação da ala hospitalar.

Segundo a Diretoria de Saúde do município, há uma lista de espera para os procedimentos cirúrgicos e os pacientes serão chamados de acordo com ela. Entre as cirurgias a serem feitas estão: 59 cirurgias gerais (colecistectomia, hérnias, hemorróidas, cistos pilonidal), 81 operações ginecológicas, 37 vasectomias e 17 laqueaduras.

No último dia 28, a equipe da Santa Casa iniciou a triagem dos pacientes que aguardam as cirurgias citadas acima. Posteriormente, serão feitos exames complementares para que se possa dar início aos procedimentos cirúrgicos propriamente ditos.

No dia 6 de maio (quinta-feira) houve reunião no hospital para alinhar o início das cirurgias.