Slider

Notificação recebida por dono de imóvel em Bariri: mais da metade deles possui algum tipo de pendência documental (Reprodução)

O Serviço de Água e Esgoto do Município de Bariri (Saemba) está encaminhando notificações para imóveis em que há pendências cadastrais.
De acordo com o superintendente da autarquia, Heliton Cristiano Albranti, o maior problema é que existem centenas de casas alugadas e compradas sem que o cadastro da conta esteja em nome do inquilino.
Caso o morador não pague pelo consumo de água, o Saemba notifica judicialmente o proprietário do imóvel ou representante legal. Como o dono acaba provando na Justiça que não consumiu a água não paga, o prejuízo financeiro muitas vezes recai sobre a autarquia.
As ações costumam ter resultado quando há prova de que o real morador do local consumiu a água.
Albranti cita que de 50% a 60% do cadastro de contas está com algum tipo de pendência documental. Afirma também que o Saemba possui aproximadamente R$ 2,5 milhões em contas não pagas.
Segundo o superintendente, a maioria dos consumidores não comparece à autarquia para regularizar o cadastro, mesmo quando são avisados.
O encaminhamento das notificações é uma tentativa do Saemba em buscar ter informações de quem realmente está consumindo água. A atual situação poderá levar a autarquia a ter as contas no vermelho e estudar aumento na tarifa de água e esgoto.
Para Albranti, a medida não é a mais correta porque estará onerando o consumidor que paga as contas em dia.