Slider

Da Redação

Presidente do Cidadania (antigo PPS) desde 2016, o funcionário público estadual Paulo Egidio Grigolin irá deixar o comando da legenda no município.

Segundo ele, pesou nessa decisão o fato de o partido ter decidido apoiar eventual candidatura a prefeito de Abelardo Maurício Martins Simões Filho (MDB).

Grigolin defendia a participação do Cidadania na possível candidatura ao cargo de chefe do Executivo de Maria Pia Betti Pio da Silva Nary (PP).

O conflito de posições levou Grigolin a optar por deixar a sigla. Diz que resolveu apoiar a vice-prefeita – rompida com o governo de Francisco Leoni Neto (PSDB) – porque possui bons projetos para Bariri.

O funcionário público busca uma legenda para se filiar. Estuda, no momento, partido que tenha representantes na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa dispostos a contribuir com a cidade, inclusive por meio de emendas.

Sobre o papel recente do Cidadania em Bariri, afirma que o partido indicou Fernando Foloni como candidato a vice-prefeito na chapa com Airton Pegoraro (MDB) nas eleições de 2016 e de 2018 (pleito suplementar) e elegeu Francisco Leandro Gonzalez como vereador.

Paulo Egidio Grigolin pretende apoiar eventual candidatura de Maria Pia

Foto: Divulgação