Slider

A programação foi constituída de atividades lúdicas e divertidas, mescladas ainda com o turismo no Parque Nacional das Cataratas e festival das nações – Divulgação

De 4 a 10 de janeiro, 15 jovens escoteiros de Bariri participaram do 16.º JamCam, Jambore e Campore Panamericano em Foz do Iguaçu (PR). O evento contou com a participação de 8 mil jovens de 21 países.
Além de testar um pouco a fluência do espanhol, os escoteiros de Bariri se confraternizaram com outros jovens que vivem o ideal do escotismo: a prática da cultura de paz, ajuda ao próximo e auto desenvolvimento.
A programação foi constituída de atividades lúdicas e divertidas, mescladas ainda com o turismo no Parque Nacional das Cataratas e festival das nações. Tudo isso em meio a músicas, cultura, alimentos, trajes e lenços escoteiros coloridos.
Segundo os participantes, a fraternidade escoteira emana em rodas de canções e danças típicas de cada país, na troca de lenços e distintivos escoteiros de cada delegação, nas fotos, encontros de amigos que muitas vezes só se conhecem pelas redes sociais, ou reencontros possibilitados em atividades como esta.
Dentre as atividades, destaque para a pista de corrida de aventura “Brave”, o módulo “splash” com atividades aquáticas às margens do lago da Usina Itaipu Binacional; visita ao parque aquático e à Aldeia Interamericana de Desenvolvimento Sustentável; as oficinas de diversidade; as compras de souvenirs na “Loja Escoteira”; e a noite da Pizza. O ponto alto, no entanto, foi a visitação as Cataratas de Iguaçu.
“Mesmo com o forte calor, levando muitos jovens a pequenos problemas de tontura, e com as pancadas de chuvas diárias, bem como com a forte chuva na madrugada da última noite, os escoteiros mostraram que sorriem nas dificuldades e não perderam o ânimo, mesmo ante ao encerramento doe vento na noite de sexta-feira”, relata Lucas Matos, um dos chefes a acompanhar o grupo. O outro foi Alexandre Michelassi Ruiz.
O próximo JamCam será no ano de 2023 nos Estados Unidos da América (EUA) e os Escoteiros de Bariri não descartam a possibilidade de, pela primeira vez, participar de evento fora da América do Sul.

Texto: Lucas Matos