Slider

Conseg tratou de diversos assuntos na última reunião de 2019 – Alcir Zago/Candeia

O Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) de Bariri realizou na terça-feira, dia 10, a última reunião do ano, ocorrida no auditório do Paço Municipal 16 de Junho.
O encontro serviu para que fosse feito balanço das atividades do conselho e do trabalho das polícias no ano.
O presidente do Conseg, Claudemir Rodrigues, ressaltou o empenho do conselho em exigir que os prédios públicos tenham o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB). Segundo ele, é preciso que o município esteja alinhado às normas.
O capitão Alexandre Andrade, da Polícia Militar (PM), comentou que, apesar de o segundo semestre ter registrado mortes violentas em Bariri, as polícias deram rápida resposta para identificação dos criminosos. Entre latrocínios e homicídios foram seis ocorrências no município em 2019.
Andrade reforçou o trabalho da PM nas rondas programadas. O morador que irá viajar nas férias pode entrar em contato com a corporação e informar os dias em que estará ausente. As viaturas incluirão o endereço nas rondas cotidianas.
O escrivão Paulo Egídio Grigolin, da Polícia Civil, falou a respeito do trabalho de vigilância noturna. De acordo com ele, é preciso que os interessados sejam cadastrados na Delegacia Seccional de Jaú, onde são requeridos documentos e antecedentes criminais.
Também é preciso que seja feito cadastro na prefeitura como prestador de serviço. Grigolin disse que os moradores podem fazer o pagamento por colaboração e não como uma mensalidade.
O perito criminal da Polícia Técnico-Cientítica Paulo Fernando Crepaldi esteve na reunião do Conseg para falar novamente sobre o projeto Coalizão Comunitária Antidrogas. Dessa vez compareceram representantes do Lions Clube, Associação Cultural Quilombo e Grupo Escoteiro Bariry.
Trata-se de uma iniciativa dos integrantes da sociedade civil organizada para transformar suas comunidades em um espaço seguro, saudável e livre de drogas, com foco na prevenção ao uso de drogas.
O objetivo de Crepaldi é iniciar em 2020 o projeto junto à comunidade. O foco é trabalhar com adolescentes e jovens dos 11 aos 17 anos.

PMs são homenageados por prenderem autor de latrocínio em Bariri

O governador João Doria e o secretário da Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos, homenagearam na quarta-feira (11) quatro policiais militares da região de Bauru com o certificado “Policial Nota 10”.
Em sua décima primeira edição, a iniciativa, criada pela Secretaria da Segurança Pública, tem como objetivo reconhecer e estimular o bom trabalho policial em todo o Estado de São Paulo. A solenidade aconteceu na sede do Palácio dos Bandeirantes, localizado na zona oeste da capital paulista.
Os cabos Claudionor José da Silva e Júlio César de Freitas, o soldado Devair Rocha e o 3º sargento Fábio Henrique Farias, todos da 3ª Companhia do 27º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I), se destacaram após prenderem o autor de um roubo (a residência) seguido de morte, no dia 16 de novembro, no centro de Bariri.
“Tudo começou com uma abordagem. Fazíamos patrulhamento na área e desconfiamos de dois rapazes que andavam em passos apertados. Quando nos aproximamos, um deles fugiu. O segundo foi abordado e confessou que tinha acabado de roubar uma residência”, explicou o sargento Henrique.
Diversas bijuterias foram encontradas com o detido que, em seguida, teria indicado a localização do imóvel roubado. A equipe se deslocou até a casa indicada e, após vistoria, encontrou a vítima amordaçada e amarrada, já sem vida. “Prendemos o primeiro criminoso em flagrante e o conduzimos até a Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Jaú. Lá já apresentamos a identificação do suspeito que fugiu”, complementou o sargento.
Na segunda-feira após o crime o homem preso em flagrante passou por audiência de custódia e o segundo compareceu à unidade de polícia judiciária para se entregar quando foi detido por meio de um mandado de prisão temporária que havia sido decretado. Ambos responderão por latrocínio.
“Esse primeiro crime aconteceu por volta das 22 horas de sábado (16 de novembro). Na madrugada de domingo, no mesmo plantão, nós prendemos a autora de um homicídio. A acusada tinha matado a ex-mulher do atual companheiro. Prendemos ela dentro de um ônibus ainda na cidade. O homem foi preso em seguida”, detalhou o policial que reforça a dedicação da equipe.
“Fiquei muito emocionado quando recebi a notícia de que tinha sido selecionado para ser agraciado. Estou há 30 anos trabalhando na rua (representando a Polícia Militar) e receber uma homenagem deste nível é muito gratificando para mim. É muito bom ser reconhecido pelo trabalho que desempenhamos”, contou o militar.

Fonte: Secretaria de Segurança Pública

Governador de São Paulo, João Doria participa do Programa de Valorização Profissional “Policial Nota 10” – Governo do Estado de São Paulo