Slider

Membros se reuniram na terça-feira, 14, para discutir questões de segurança pública do município – Robertinho Coletta/Candeia

O Conseg (Conselho Comunitário de Segurança de Bariri) realizou reunião na terça-feira, 14, na sala de licitações na prefeitura de Bariri.
Estiveram presentes, membros dos conselhos da saúde, idoso e tutelar, imprensa e Comandantes do corpo de Bombeiros de Bariri, sargento Ernesto Villares e da Policia Militar capitão Alexandre Andrade.
Os principais temas discutidos foram casos de violência doméstica no município, suposto golpe de venda de laudos de vistoria a empresas e furtos na Santa Casa

Violência doméstica

Alexandre Andrade relatou que, embora Bariri tenha o menor índice de delitos das cinco cidades em que batalhão da 27ª Cia da Polícia Militar opera, é necessário um acompanhamento “caso a caso” nas questões de violência doméstica registradas.
O capitão sugeriu que o conselho convoque munícipes que passaram pela situação, para “traçar ações de repressão e vigilância”. O policial acredita que são casos como estes que acabam gerando crimes graves, como feminicídios, por exemplo. “O caminho é a prevenção”, acredita ele.

AVCB e Santa Casa

Sargento Villares, dos Bombeiros, salientou preocupação com registro cresceste de “ocorrências de verão”, como afogamentos e incêndios causados por fogueiras feitas na beira do Rio Tietê.
Com relação ao Auto de Verificação do Corpo de Bombeiros (AVCB), Villares destacou que alguns empresários tem contratado pessoas não capacitadas para realizar o projeto, que muitas vezes visitam as empresas oferecendo o serviço.
“É preciso que esse tipo de projeto seja feito por engenheiros ou arquitetos capacitados, para que os responsáveis pelas empresas não tenham gastos dobrados”, informou.
Rodrigo Zanuto, do Conselho de Saúde, relatou que mais uma vez houve arrombamento e furto de ferramentas na Santa Casa de Bariri. O conselheiro afirma ter entrado em contato com comerciantes para conseguir de maneira gratuita a instalação de câmeras de segurança, e aguarda permissão dos interventores para dar continuidade ao projeto.