Slider

Campanha vai até o dia 31 de agosto para o público alvo de 1 a 29 anos. Estado já registra 711 casos confirmados e uma morte pela doença em 2020. – (Crédito Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Desde quarta-feira, 15, a Secretaria de Estadual da Saúde de São Paulo iniciou nova campanha para intensificar a vacinação contra o sarampo. O objetivo é imunizar crianças e jovens de 1 a 29 anos que estão com as carteiras de vacinação desatualizadas.

Até a semana passada, o estado já tinha registrado 711 casos confirmados e uma morte pela doença em 2020. O óbito foi de uma criança na cidade de São Paulo, em fevereiro.

Em Bariri, a vacinação contra sarampo ocorre em dois postos da cidade: Centro de Diagnose Dr. José Dorly Borges, na área central; e Programa Saúde da Família Nassima Bussada Romero (PSF 2), nos altos da cidade, ambos das 7h às 16h.

Em 2019, o estado foi epicentro de um novo surto da doença no Brasil, com mais de 17 mil casos confirmados e 14 mortes. Mortes pela doença não eram registradas no estado desde 1997

A nova campanha especial de vacinação acontece entre 15 de julho e 31 de agosto, e tem como foco as pessoas que ainda não tomaram as duas doses prevista no calendário nacional de imunização.

Mesmo com a pandemia do novo coronavírus, as autoridades sanitárias afirmam que as pessoas devem comparecer aos postos de saúde para se vacinar, respeitando as recomendações de distanciamento social.

O calendário nacional de vacinação prevê a aplicação da vacina tríplice viral (que protege contra sarampo, rubéola e caxumba) aos 12 meses de idade. Aos 15 meses deve haver o reforço com a tetraviral, que protege também contra varicela.

De acordo com o governo estadual, desde o início do ano foram aplicadas 1 milhão de doses da vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola). A cobertura foi superior a 90% na última campanha.

 

Fonte: G1 São Paulo