Composição 1_1
Composição 1_1

Começou no dia 7 de março a janela partidária, período em que vereadoras e vereadores podem trocar de partido sem prejuízo do mandato.
As pessoas que ocupam essas funções têm até o dia 5 de abril para se filiar a outras siglas. Esse é o prazo final para a filiação partidária de quem pretende concorrer à reeleição à vereança ou à prefeitura do município no pleito de outubro deste ano.
Nessa semana, o Candeia conversou com os nove vereadores da atual legislatura de Bariri. Seis deles devem trocar de partido e outros três tendem a permanecer na legenda.
O vereador Edcarlos Pereira dos Santos, eleito pelo PSDB, afirma que irá mudar de sigla até abril e que já comunicou sua desfiliação ao diretório estadual. O PP pode ser o destino do vereador.
“Ao longo destes três anos, eu, juntamente com uma grande equipe de pessoas compromissadas com a cidade, construímos um projeto que envolve valores e princípios que destoam do atual partido e das gestões anteriores realizadas aqui”, diz Edcarlos.
Também pesou em sua decisão o fato de o PSDB ter perdido força política no Estado de São Paulo e no Brasil e terem surgido novos políticos e partidos que abriram espaço a ele “para ocupar e buscar o desenvolvimento do município”.
Outros vereadores consultados pela reportagem relatam que ainda estudam a possibilidade de trocar de legenda. Nos bastidores, é praticamente certo que deverão buscar outros partidos pensando na composição de novos grupos e na candidatura a prefeito, vice e vereador nas eleições de outubro.

Pesquisa

Airton Luis Pegoraro, eleito pelo MDB, não deve permanecer na sigla. O principal fator foi o distanciamento dele com o então prefeito Abelardo Maurício Martins Simões Filho (MDB), que teve o mandato cassado em novembro do ano passado. Uma possibilidade é que Pegoraro se filie ao Avante.
Francisco Leandro Gonzalez, no Podemos, diz que está aguardando definições no grupo para decidir que caminho irá tomar. Uma delas é pesquisa que aponte o nome mais forte para concorrer.
Ele, Pegoraro e a vereadora Myrella Soares da Silva (União Brasil) são nomes colocados à disposição para compor a chapa para prefeito. Outros são o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Bariri, Gilson de Carvalho, e o advogado Laudecir Leonel.
Conforme a decisão do grupo, Leandro poderá disputar novamente a cadeira do Legislativo. O maior entrave em sua permanência no Podemos é a iminente aproximação do partido com Francisco Leoni Neto (PSD). No governo anterior do tucano, Leandro foi um dos críticos da gestão.
Paulo Egídio Grigolin, no PP, também deve mudar de legenda. O PP hoje caminha para formar coligação com Edcarlos, pré-candidato a prefeito. Segundo o ex-diretor de Infraestrutura, ele tem mantido conversas com dirigentes partidários para definir em que legenda ira se filiar.
Julio César Devides diz que não definiu se continua no Cidadania ou se muda de partido. Ricardo Prearo, no PDT, é outro vereador que pensa no assunto e deve decidir que rumo tomar até o fim do prazo da janela partidária.

Não mudam

Três vereadores contaram que não irão mudar de sigla. Myrella Soares da Silva acabou de assumir a presidência do União Brasil no município.
Benedito Antonio Franchini foi eleito pelo PTB. Em novembro do ano passado o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou a fusão do PTB com o Patriotas, criando o Partido da Renovação Democrática (PRD). Franchini continua nessa legenda, no entanto, por diversas vezes disse que não iria mais disputar eleições.
Luis Renato Proti pretende continuar filiado ao MDB. Ele diz que deve ser candidato a vereador novamente, apesar de ter dito anteriormente que não iria mais participar do pleito.
Segundo Proti, para o cargo de prefeito o MDB deve lançar candidato, mas o partido ainda não definiu quem. Vale lembrar que o prefeito Luis Fernando Foloni trocou o Cidadania pelo MDB no ano passado, logo após a cassação do mandado de Abelardo.
Terminado o prazo para mudanças de partido, a filiação dos vereadores nessa ou naquela legenda será um indicativo de que rumos irão tomar e com quem estarão na disputa de outubro deste ano.

Fotos Arquivo Candeia