Composição 1_1
Composição 1_1

Julgamento ocorreu na terça-feira, dia 14, na 1ª Vara Judicial de Bariri: réu poderá apelar em liberdade – Alcir Zago/Candeia

Marcos Jane Dua foi condenado pelo tribunal do júri a seis anos, dois meses e dez dias de reclusão por tentativa de homicídio e perseguição. O julgamento ocorreu na terça-feira (14) na 1ª Vara Judicial de Bariri.

Por maioria de votos, o Conselho de Sentença reconheceu a materialidade dos crimes e a autoria em relação ao réu. Em ambos os delitos, os jurados reconheceram a causa do aumento da pena por terem sido cometidos em razão de a vítima ser mulher.

Conforme decisão do juiz Igor Canale Peres Montanher, o réu respondeu ao processo em liberdade, motivo pelo qual deverá permanecer assim em caso de eventual recurso.

Segundo a denúncia oferecida pelo Ministério Público (MP), em abril e em junho de 2021, no Jardim Yang 3, em Bariri, Marcos teria perseguido reiteradamente a ex-esposa, ameaçando a integridade física e psicológica dela. Também invadiu e perturbou sua liberdade ou privacidade em razão da condição do sexo feminino.

No dia 6 de junho de 2021, por volta das 8h, no centro de Bariri, por motivo torpe e na presença de descendente da vítima, teria tentado matar a ex-esposa com golpes de faca. A Promotoria de Justiça relata na denúncia que o ato somente não foi consumado por circunstâncias alheias à vontade do agressor.

Na época, o Candeia publicou matéria sobre o caso. Segundo a reportagem, a mulher procurou atendimento no pronto-socorro da Santa Casa de Bariri e foi liberada após receber curativos. Requereu medidas protetivas para que o ex-marido não se aproximasse dela.