posto-santa-lucia-novo-2017
Banner-Lista-Candeia
Banner-online
WhatsApp Image 2020-07-06 at 08.28.31
Banner-Cep

Comércio aberto à noite para as compras de fim de ano: setor de serviços tem o maior peso na formação do PIB de Bariri – Alcir Zago/Candeia

O Produto Interno Bruto (PIB) de Bariri teve crescimento de 84,6% entre 2010 e 2018. A riqueza gerada no município (considerando a soma do valor adicionado e de impostos) passou de R$ 628,3 milhões para R$ 1,1 bilhão no período.

Os dados de 2018 foram divulgados nessa semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e foram elaborados em parceria com os órgãos estaduais de estatística, secretarias estaduais de governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

No comparativo com municípios da região, o crescimento de Bariri do PIB ficou acima da média. Tiveram melhor desempenho Boraceia, Jaú e Itaju (veja quadro). Apenas Bocaina registrou queda no PIB ente 2010 e 2018.

O IBGE divulgou também o PIB per capita, quando a riqueza produzida em determinado período é dividida pelo número de habitantes daquela localidade.

Em relação a Bariri, o PIB per capita passou de R$ 19.884,07 para R$ 33.185,53 (aumento de 66,8%). Apenas Boraceia teve melhor desempenho que o município.

Quanto ao valor adicionado (principal componente do PIB), a maior participação de Bariri é do setor de serviços. O crescimento foi de 114,6% entre 2010 e 2018 (passando de R$ 258,1 milhões para R$ 554 milhões).

Em seguida vem a indústria. O valor adicionado desse setor saltou de R$ 183,9 milhões em 2010 para R$ 282,6 milhões em 2018 (aumento de 53,6%).

A área de administração, educação e saúde públicas registrou crescimento de 96,4%, indo de R$ 72,7 milhões em 2010 para R$ 142,9 milhões em 2018.

O setor agropecuário teve majoração de 23,5% (passando de R$ 43,5 milhões para R$ 53,7 milhões no período).

 

Dados nacionais

 

Em 2018, oito municípios somaram quase 25% do PIB do Brasil e 14,7% da população: São Paulo (SP) com 10,2%; Rio de Janeiro (RJ) com 5,2%; Brasília (DF) com 3,6%; Belo Horizonte (MG) com 1,3%; Curitiba (PR) com 1,2% e, com 1,1% cada, Manaus (AM), Porto Alegre (RS) e Osasco (SP). Em 2002, apenas quatro municípios somavam quase 1/4 da economia nacional.

Os 71 municípios com os maiores PIBs representavam, aproximadamente, metade do PIB total e um pouco mais de 1/3 da população do país, em 2018. Já os 1.346 municípios de menores PIBs responderam por cerca de 1,0% do PIB do país e por 3,1% da população brasileira.

Em 2018, os 10 municípios com os maiores PIB per capita somavam 1,5% do PIB brasileiro e 0,2% da população. Presidente Kennedy (ES), com R$ 583.171,85, tinha o maior PIB per capita, seguido de Ilhabela (SP), ambos devido à extração de petróleo.

Em Selvíria (MS), na terceira posição, e Vitória do Xingu (PA), na sétima, a geração de energia hidrelétrica era o destaque. Na quarta posição, São Gonçalo do Rio Abaixo (MG) onde a extração de minério de ferro era a principal atividade. Em 2018, o PIB per capita do país chegou a R$ 33.593,82.

Os municípios na quinta e décima posições, Paulínia (SP) e São Francisco do Conde (BA), respectivamente, tiveram na indústria de refino de petróleo sua principal atividade. Já Triunfo (RS), na sexta posição, possuía indústria petroquímica. Extrema (MG) e Louveira (SP) estavam na oitava e nona posições em razão do comércio e das indústrias de transformação.

 

PIB de cidades da região

 

Município                         PIB em 2010                              PIB em 2018                                    Variação

Bariri                                R$ 628.396.000                         R$ 1.160.199.000                            84,6%

Barra Bonita                      R$ 911.100.000                         R$ 1.282.532.000                            40,7%

Bauru                                R$ 8.207.655.000                      R$ 14.642.061.000                          78,3%

Bocaina                             R$ 218.423.000                         R$ 217.466.000                               -0,4%

Boraceia                            R$ 159.010.000                         R$ 383.172.000                               140,9%

Dois Córregos                   R$ 402.240.000                        R$ 647.887.000                                61,0%

Ibitinga                             R$ 861.804.000                         R$ 1.523.757.000                            76,8%

Itaju                                  R$ 47.221.000                           R$ 87.324.000                                 84,9%

Jaú                                    R$ 2.548.016.000                      R$ 4.733.100.000                            85,7%

Pederneiras                       R$ 1.313.295.000                      R$ 2.193.730.000                            67,0%

 

Fonte: IBGE

 

PIB per capita de cidades da região

 

Município                         PIB per capita/2010                  PIB per capita/2018                        Variação

Bariri                                R$ 19.884,07                             R$ 33.185,53                                   66,8%

Barra Bonita                      R$ 25.842,42                             R$ 35.500,64                                   37,3%

Bauru                                R$ 23.856,76                             R$ 39.121,44                                   63,9%

Bocaina                             R$ 20.108,90                             R$ 17.819,21                                   -11,3%

Boraceia                            R$ 37.256,29                             R$ 80.228,55                                   115,3%

Dois Córregos                   R$ 16.240,31                             R$ 23.896,69                                   47,1%

Ibitinga                             R$ 16.209,68                             R$ 25.630,47                                   58,1%

Itaju                                  R$ 14.471,57                             R$ 23.089,26                                   59,5%

Jaú                                    R$ 19.440,41                             R$ 31.855,35                                   63,8%

Pederneiras                       R$ 31.622,80                             R$ 47.430,98                                   49,9%

 

Fonte: IBGE