Slider

Até 2018 Itaju aparecia na relação do Banco Central, mas não consta mais – Divulgação

Conforme dados do Banco Central, Bariri é a segunda cidade da região com maior quantidade de dinheiro em caderneta de poupança per capita.

Dividindo o estoque de poupança pela quantidade de moradores das cidades, Barra Bonita lidera a concentração per capita de depósitos.

Em dezembro de 2019, em média, é como se cada morador de Barra Bonita tivesse nesse investimento R$ 8,1 mil. Na região, Bariri é o segundo município com maior poupança per capita: média de R$ 7,5 mil por habitante.

Os depósitos na caderneta de poupança superaram os saques no ano passado em Bariri e em outros municípios da região (confira no quadro).

Segundo o Banco Central, em dezembro de 2019 havia nos bancos situados em Bariri R$ 266,6 milhões, 4,8% a mais que em dezembro de 2018 (R$ 254,3 milhões).

O maior crescimento no estoque de poupança no período foi em Itapuí (94%). Já Bocaina e Boraceia registraram mais saques que depósitos em 2019.

 

Captação

 

E relação ao Brasil, com os rendimentos comprometidos por causa da queda dos juros, o interesse na caderneta de poupança diminuiu em 2019.

No ano passado, os investidores depositaram R$ 13,23 bilhões a mais do que sacaram na aplicação. Isso representa queda de 65,2% em relação à captação líquida (depósitos menos retiradas) de R$ 38,26 bilhões registrada em 2018.

A maior parte da captação líquida ocorreu em dezembro. Nesse mês, os investidores depositaram na caderneta R$ 17,21 bilhões a mais do que retiraram, compensando a retirada líquida em outros meses. Esse foi o melhor resultado para meses de dezembro desde 2017, quando a poupança tinha registrado captação líquida de R$ 19,37 bilhões. Por causa do pagamento do décimo terceiro, o último mês do ano tradicionalmente registra depósitos elevados na poupança.

Até 2014, os brasileiros depositavam mais do que retiravam da poupança. Naquele ano, as captações líquidas chegaram a R$ 24 bilhões. Com o início da recessão econômica, em 2015, os investidores passaram a retirar dinheiro da caderneta para cobrir dívidas, em um cenário de queda da renda e de aumento de desemprego.

Em 2015, R$ 53,57 bilhões foram sacados da poupança, a maior retirada líquida da história. Em 2016, os saques superaram os depósitos em R$ 40,7 bilhões. A tendência inverteu-se em 2017, quando as captações excederam as retiradas em R$ 17,12 bilhões, e em 2018 – captação líquida de R$ 38,26 bilhões.

Com rendimento de 70% da Taxa Selic (juros básicos da economia), a poupança atraiu recursos em dezembro apesar de se tornar menos atrativa porque os juros básicos estão no menor nível da história. Com a Selic em 4,5% ao ano, o investimento está cada vez rendendo menos.

De janeiro a dezembro de 2019 a aplicação rendeu 4,26%, segundo o Banco Central. Para 2020, o Boletim Focus prevê inflação oficial pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 3,6%. Com a atual fórmula de rendimento, a poupança renderá 3,15% em 2020, caso a Selic permaneça em 4,5% ao longo de todo este ano.

 

Fonte: Agência Brasil

 

Itaju tem posto avançado

 

Até 2018 Itaju aparecia na relação do Banco Central, mas não consta mais. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, não foram identificadas agências em Itaju, mas apenas postos avançados de atendimento (Banco do Brasil e Bradesco).

A Agência do Banco do Brasil em Itaju foi encerrada em agosto de 2019. No dia 28 de agosto do ano passado um Posto Avançado de Atendimento do BB em Itaju (vinculado à Agência BB Itapuí) iniciou suas atividades, estando em funcionamento até a presente data.

Dessa forma, existem dados da agência do BB em Itaju até julho de 2019, sendo que a partir de agosto do ano passado as informações foram incorporadas na agência do BB de Itapuí. Daí o crescimento do estoque de poupança na cidade conhecida como Bica de Pedra.

 

Poupança per capita na região

 

 

Cidade                Estoque de poupança – dezembro/2019      População estimada em 2019        Per capita

Bariri                   R$ 266.642.652                                               35.264                                              R$ 7.561

Barra Bonita        R$ 294.437.735                                               36.126                                              R$ 8.150

Bauru                   R$ 2.114.519.497                                            376.818                                            R$ 5.611

Bocaina                R$ 39.030.721                                                 12.329                                              R$ 3.165

Boraceia               R$ 10.728.230                                                 4.823                                                R$ 2.224

Dois Córregos     R$ 169.611.847                                               27.315                                              R$ 6.209

Itapuí                   R$ 81.343.366                                                 13.992                                              R$ 5.813

Jaú                       R$ 852.868.061                                               150.252                                            R$ 5.676

Pederneiras          R$ 213.131.661                                               46.687                                              R$ 4.565

 

Fontes: Banco Central e IBGE

 

 

Variação do estoque da poupança em 12 meses

 

Cidade                 Estoque de poupança – dezembro/2018 Estoque de poupança – dezembro/2019    Variação(%)

Bariri                    R$ 254.381.888                                               R$ 266.642.652                                4,8

Barra Bonita         R$ 276.397.342                                               R$ 294.437.735                                6,5

Bauru                   R$ 1.958.502.664                                            R$ 2.114.519.497                             7,9

Bocaina                R$ 58.916.149                                                 R$ 39.030.721                                  -33,7

Boraceia               R$ 11.819.033                                                 R$ 10.728.230                                  -9,2

Dois Córregos      R$ 159.526.866                                               R$ 169.611.847                                6,3

Itapuí                   R$ 41.898.803                                                 R$ 81.343.366                                  94,1

Jaú                       R$ 809.137.823                                               R$ 852.868.061                                5,4

Pederneiras          R$ 198.945.462                                               R$ 213.131.661                                7,1

 

Fonte: Banco Central