Slider

Quem compareceu pode conferir trabalhos de diferentes vertentes, como bordado, crochê, arte afro, pintura, costura, desenho, reborn, arte genuína e cimento – Divulgação

Bariri 131 anos

 

Pela primeira vez em Bariri, doze artesãos locais tiveram oportunidade de mostrar sua arte em evento intitulado Expoarte, no Centro Educacional, Cultura e de Exposições Mário Fava.

A exposição teve início segunda-feira, 7, com abertura oficial às 19h, e se estendeu até nesta sexta-feira, 11, com encerramento às 21h. O evento integrou a programação oficial em comemoração aos 131 anos de emancipação política de Bariri.

A visitação` às obras pode ser realizada de manhã (8 às 11h30) e à tarde (13 às 15h). Toda noite, das 19 às 21h, uma live transmitida diretamente do centro cultural, entrevistou dois artesãos por dia. Eles puderam comentar sobre sua arte, a forma de produzir, material utilizado e como aprenderam e qual a influência no ofício.

Quem compareceu à Expoarte pode conferir trabalhos das mais diferentes vertentes e origem. Meire Gasparotto (bordado de feltro e aplique); Cris Magri (crochê); Vila Procópio (pintura); Paula Marassati (costura criativa); Luana Dalberto (desenho realista); Art Edinho (pinturas artísticas); Elizete Massati Rodrigues de Souza (reborn); Wandeco (arte afro); Marco Antonio da Silva (criações peculiares e penduricos);  Geni (arte genuína); e Viviane Sabino  Chiés e Silvinho Cesar Chiés (cimento) foram os artistas expositores.

De acordo com Raica Priscila Spedo, do setor de Cultura, muitos desses artesãos têm complementado a renda familiar com sua arte, em especial nesse momento de pandemia, em que muitas atividades profissionais estão paralisadas.

Ela ressalta que a visitação na Expoarte também respeitou as medidas de distanciamento social e higienização recomendadas pelo protocolo de operação do Plano SP. Houve controle de entrada de pessoas, uso obrigatório de máscaras e disponibilização de álcool em gel.