Slider

Padre Carlos Menezes Júnior durante homilia na missa de 1º de maio – Alcir Zago/Candeia

Momento da homenagem a Paraná, cujo nome foi dado ao centro de pastoral da Santa Luzia – Alcir Zago/Candeia

Padre Carlos e familiares de Luis Carlos de Paula (Paraná) no centro de catequese – Divulgação

A noite de 1º de maio, sábado passado, foi marcada por missa para celebrar o 19º aniversário de fundação da Paróquia de Santa Luzia e prestar homenagem a Luis Carlos de Paula, o Paraná, que morreu em fevereiro deste ano em decorrência da Covid-19, aos 61 anos de idade. Ele deu o nome ao centro de pastoral da comunidade.

A celebração na Igreja de Santa Luzia foi presidida pelo padre Carlos Menezes Júnior, com participação do diácono Augusto Ferrari Neto. Também estiveram na missa o prefeito Abelardo Maurício Martins Simões Filho (MDB), o vice-prefeito Luis Fernando Foloni (Cidadania) e o vereador Airton Pegoraro (MDB).

No início da celebração cada coordenador dos 25 setores participou de procissão carregando estandarte.

Na homilia, padre Carlos destacou que a data significava celebrar toda a história da paróquia. Lembrou que, na época, o bispo Dom Joviano de Lima Júnior instituiu a comunidade como paróquia. Agradeceu aos padres e às pessoas que passaram pela comunidade nessas quase duas décadas.

Em outro momento da missa, leigos de movimentos, ministérios e pastorais levaram até o altar objetos que representam o trabalho realizado em prol da comunidade.

 

Centro de catequese

 

Terminada a missa, autoridades religiosas e políticas, familiares e amigos de Paraná e fiéis dirigiram-se ao centro de catequese da paróquia, que foi recentemente reformado. Lá, houve homenagem a um dos fundadores da comunidade de Santa Luzia, participante ativo das primeiras reuniões e encontros e que integrou os primeiros grupos de líderes e pastorais.

No mês de abril, a Paróquia de Santa Luzia concluiu a reforma do centro de pastoral, que recebeu reparos e nova pintura.

As instalações, formadas por salão de reuniões, salas de catequese, banheiros e cozinha, estão prontas para receber as atividades da comunidade, após o período de restrições da pandemia de Covid-19.

O local é catalizador das ações pastorais e sociais da comunidade, abrigando encontros de catequese e formação, reuniões, cursos e palestras.

Ali ainda ocorrem cursos de alfabetização, formação profissional e atividade de geração de renda para famílias carentes da comunidade.