Slider

O Grupo de Implantação da TV Digital (Gired) decidiu na terça-feira, dia 27, propor ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC) que o desligamento do sinal analógico de TV fosse realizado no dia 28 no oeste do Paraná e no sul do Rio Grande do Sul.
No interior de São Paulo e no interior do Rio de Janeiro o desligamento começou no dia 28 de novembro e termina no dia 12 de dezembro.
De acordo com a pesquisa Ibope Inteligência, no oeste do Paraná 92% da população já conta com sinal digital; no sul do Rio Grande do Sul o percentual atingido foi de 90%; no interior de São Paulo o percentual alcançado foi de 89%; e no interior do Rio de Janeiro o percentual foi de 87%.
A projeção da pesquisa é que na data do desligamento (dia 28 de novembro), o percentual necessário (de 90%) seja alcançado no interior de São Paulo e do Rio de Janeiro.
Com o desligamento do sinal analógico, haverá a liberação da faixa de 700 MHz, atualmente ocupada por canais de TV aberta. Essa frequência será utilizada para ampliar o serviço de telefonia e internet de quarta geração (4G) no Brasil.
De acordo com a Empresa Administradora da Digitalização (EAD), 41% das cidades já foram mitigadas e 4.263 cidades já foram liberadas.
Durante a campanha de mitigação a população é informada sobre como agir em caso de interferência do sinal da banda larga móvel na TV aberta digital. O período de mitigação dura em média 30 dias. Após o término deste processo, a Anatel libera o uso da faixa de 700 MHz.
Os beneficiários de Programas Sociais do Governo Federal (como Bolsa Família, o Minha Casa Minha Vida e o Tarifa Social de Energia Elétrica) têm direito ao recebimento de um kit gratuito (com antena e conversor).
Os beneficiários devem agendar a retirada do kit no site http://www.sejadigital.com.br/home ou se preferir ligar no 147. Segundo a EAD, serão distribuídos um total de 280 mil kits no mês de novembro.

Fonte: Anatel

Para aparelhos de TV antigos é necessária a instalação de conversor digital | Divulgação

Da Redação